dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     22/10/2017            
 
 
    
Uva    
Agosto é o mês ideal para a poda em videiras
Prática renova e equilibra a brotação, melhora o rendimento do produtor, mas requer alguns cuidados
Ouça a entrevista Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Juliana Royo
03/08/2010

Os produtores de uva acabaram de entrar na época ideal da poda seca nas videiras. Até setembro, milhares de produtores vão adotar a prática para equilibrar a brotação, renovar os parreiras e melhorar a produção. No entanto, a poda é uma técnica sensível que exige habilidade e muitos cuidados por parte dos produtores. O engenheiro agrônomo Ênio Angelo Todeschini, assistente regional de fruticultura da Emater do Rio Grande do Sul, diz que o ideal é ter de 60 a 100 mil gemas por hectare, renovar de quatro a dez varas por esporões e não esperar até novembro para fazer a poda verde. Mas ele diz que muitos destes cuidados são desrespeitados pelos agricultores por falta de opção, porque a atividade carece de mão-de-obra qualificada.

— Os meses ideais para a poda da parreira, poda seca ou poda de inverno são julho e agosto, principalmente agosto em ano como este, onde tivemos oscilações bastante bruscas de temperaturas (como a última semana que passou com calor de verão), que expõe a planta a um risco maior de brotação antecipada. Brotando antes, ela corre o risco de sofrer danos com geadas um pouco mais tardias. A poda de inverno é de extrema importância para a produção e renovação da planta. O mês de agosto é o mais indicado, só que como a prática da poda é preciso ter bastante conhecimento da prática, falta mão-de-obra. Então tem produtores que já vêm podando desde o início de junho e vão até setembro podando para vencer essa demanda — diz Todeschini.

A viticultura da Serra Gaúcha agrega 14 mil famílias em 36 mil hectares plantados, praticamente de agricultura familiar, segundo Ênio. Ele diz que, como falta trabalho qualificado, a poda de inverno é feita do início de junho até o fim de setembro, o que acaba prejudicando a qualidade das uvas colhidas. Além de profissionais especializados, o clima também pode atrapalhar favorecendo a poda fora de hora. Este ano, ele diz que o clima foi de alternâncias bruscas de temperatura, com a última semana de julho com clima muito quente, o que pode favorecer a brotação tardia da planta e evitar a poda antecipada.

A prática da poda é extremamente importante para a renovação da safra e o equilíbrio da parte vegetativa com a parte produtiva. Sem ela, a planta pode crescer muito, produzindo só na ponta, o que é ruim para o produtor porque a vinha começa a acumular muito material e madeira velha, segundo Todeschini, o que gera muita energia da planta, fazendo com que ela perca material produtivo. Além disso, a poda mantém a qualidade dos frutos, pois elimina o excesso e permite que os frutos que sobraram na planta recebam boa quantidade de nutrientes, já que estão com baixa competição. A poda incorreta pode, inclusive, gerar problemas como doenças por favorecer o surgimento de fungos.

— Os principais descuidos na Serra Gaúcha ainda são os excesso de gema por hectare. Estas uvas americanas e híbridas, chamadas de comuns, têm que ter entre 60 a 100 mil gemas por hectare. O produtor sabendo de todos os riscos climáticos, fora as dificuldades de contenção por doenças, trabalha com o dobro disto, no mínimo, e depois costuma fazer uma poda verde, em novembro. Ou seja, retira um excesso de brotação. Mas aí nós temos uma copada muito fechada e com facilidade de instalação do míldio, que é a principal doença da parreira na Serra Gaúcha — explica o engenheiro agrônomo.

Clique aqui, ouça a íntegra da entrevista concedida com exclusividade ao Jornal Dia de Campo e saiba mais detalhes da tecnologia.
Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
benção
06/08/2011 - 13:24
muito obrigado pela informaþÒo pois nÒo tinhamos serteza sobre alguns itens ajudou-nos e muito, que DEUS abenþoe mais e mais.

jose sirilo moura
28/08/2011 - 22:26
fiquei muito grato pela informaþao pois cada materia e unha nova experiencia que enriquece nossosconhecimentos

jose donizette p lima
21/05/2014 - 22:00
ola boa noite esta materia sobre a poda das parreiras para mim foi uma aula muito boa agradeço

paulo iran
10/01/2016 - 13:52
em janeiro tbm seria ideal a poda de videiras..???

paulo roberto
01/03/2016 - 19:38
oque vei gente me dizer que março é o mes ideal para a poda de minha parreira ,mas agora que vanha meu aniversário (agosto) para eu realizar

Raul Junior da Paixao
10/08/2016 - 21:51
Existealguma fase delua ideal para poda de parreira domestica ou é lenda?

rozane
23/08/2016 - 15:07
muito bom

ronaldo
01/04/2017 - 10:48
minha videira esta prantada em um poste de aproximadamente 10 cm. e esta com quinze cm de altura , saindo do ramos de cada lado, como posso fazer a primeira poda!

rosa
01/08/2017 - 11:43
bom dia eu queria saber que dia de agosto comeca a poda de uva por favor poderia me ajudar obrigado

EloiMaria Bruch
29/08/2017 - 14:32
Agradeço a explanação,foi de grande proveito,pois tenho um pequeno parreiral e esclareceu sobre poda e manejo.

DELSO SALLES
31/08/2017 - 09:34
A MATERIA E EXCELENTE PRINCIPALMENTE PARA INICIANTE COMO EU,TAMBÉM GOSTARIA DE SABER SE PODANDO A UVA EM AGOSTO,QUANTO TEMPO E PRECISO PARA PRIMEIRA COLHEITA.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
11 comentários

Conteúdos Relacionados à: Manejo
Palavras-chave

 
21/10/2017
Dia de Campo Sistemas Integrados de Produção Agropecuária
Sete Lagoas - MG
23/10/2017
Semana Nacional de Ciência
Petrolina - PE
24/10/2017
XXII Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol (RNPG) e o X Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol
Lavras - MG
07/11/2017
SemiáridoShow
Petrolina - PE

28/09/2017
Curso Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
São Carlos - SP
23/10/2017
Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Morango - PIMo
Jaguariúna - SP
21/11/2017
Curso de processamento de mandioca
Cruz das Almas - BA

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada