dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     24/06/2019            
 
 
    
 

Uma revolução silenciosa movimenta o valioso mercado sucroenergético. Fusões, aquisições e parcerias tecnológicas entre os principais players dão o tom de uma mudança profunda pela qual o setor está passando. Essa evolução segue o ritmo pujante do mercado da cana que, nos últimos anos, se tornou a principal matéria-prima para produção de biocombustíveis ou bioeletricidade.
       
O reconhecimento global do etanol como energia limpa foi resultado principalmente do esforço mundial pela redução dos gases de efeito estufa, que causam o aquecimento do planeta. Desde que a Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) classificou o etanol de cana-de-açúcar como "biocombustível avançado", capaz de reduzir em 61% a emissão de gases de efeito estufa em relação à gasolina, a demanda por cana vem aumentando de forma acelerada.

Em paralelo à posição da EPA, o etanol deixou de ser uma opção energética exclusiva do Brasil e passou a ser adotado em mais de 30 países. Essa demanda crescente impõe aos produtores dois desafios urgentes: o aumento de produtividade e a necessidade de redução do impacto dessa cultura no meio ambiente.   

A necessidade de racionalização das operações e custos está exigindo modificações de paradigmas seculares, como por exemplo, as técnicas de plantio da cana. A reação do mercado, no entanto, tem sido rápida e boas notícias surgiram nos últimos tempos. A Usina Guaíra, por exemplo, foi a primeira a anunciar a adoção da nova tecnologia Plene. Desenvolvida pela Syngenta, ela atende tanto a demanda pelo aumento de produção, quanto à necessidade de redução do impacto ambiental do plantio.

A maneira como se planta cana passou por pouquíssimas mudanças desde que começou a ser cultivada há centenas de anos e Plene  irá promover uma revolução no setor. A tecnologia permite que a semeadura passe a ser feita com toletes de quatro centímetros que são tratadas, substituindo as canas convencionais de 40 centímetros.

As usinas que aderirem à tecnologia se beneficiarão do retorno de investimento na produção que Plene traz. Outro diferencial dessa tecnologia é a possibilidade de fazer o Plantio Direto, uma técnica que aproveita a cobertura vegetal para evitar a compactação do solo, erosão e permitir a absorção do teor orgânico da palha.  
   
O Plene é uma das novidades que está sendo apresentada para otimizar a produção  canavieira. A Syngenta está envolvida em cerca de 40 projetos de pesquisa em cana que buscam aumento de performance, controle de insetos e ervas daninhas. Outra linha de pesquisa é a busca por aumento da concentração de açúcares na cultura – área na qual a Syngenta fechou uma parceria com a australiana CSR Sugar. Essa tecnologia permitirá que numa mesma área cultivada, a produção resulte numa cana com mais ATR (açúcar total recuperável).

Além de estudos para criação da cana resistente aos diferentes estresses, sejam eles bióticos (pragas e doenças) ou abióticos (seca, temperatura, salinidade, acidez do solo), as pesquisas asseguram também que a cana fixe nitrogênio do ar e aumente a sua competitividade no novo ambiente mercadológico.

Segundo levantamento do Instituto de Eletrotécnica e Energia, da Universidade de São Paulo, a produção média de 80t/há, no estado de São Paulo, tem potencial para atingir a média de 160t/há, a medida que as novas tecnologias vão sendo implementadas. Nos próximos 20 anos, a cana enfrentará o desafio de atender uma demanda com crescimento exponencial. Para isso, a indústria do agronegócio está desenvolvendo novas variedades, fórmulas de fertilização diferentes e manejo da água para irrigação.

Em paralelo a adoção de novas tecnologias, cresce também a adesão às práticas agrícolas sustentáveis. A colheita mecanizada, que, em cumprimento à lei, será utilizada em todos os canaviais do país até 2014, já responde por 55% no estado de São Paulo, e o uso de equipamentos mais leves serão a marca das próximas décadas, significando diversas alterações nas variedades e no conjunto de tratos culturais do sistema de produção.

A possibilidade de usar a palha para produção do etanol de segunda geração aumenta ainda mais o valor da cana como matéria-prima. A palha da cana, que era tradicionalmente perdida pela incineração antes da colheita, hoje pode ser reaproveitada  pelas usinas na geração de bioeletricidade. Essa mudança sinaliza o empenho dos grupos sucroenergéticos para adequarem a cultura aos novos tempos. Essa energia é suficiente para manter as usinas auto-sustentáveis e, em alguns casos, permite ainda a comercialização do excedente para abastecimento de redes elétricas.

A cana é referência global como matéria-prima na produção de solução energética eficiente e renovável, além de ter um papel fundamental no  desafio de superar o aquecimento global. O Brasil é hoje o maior exportador de cana e responsável por 30% da produção mundial. Nesse ambiente, a história da mudança da matriz energética mundial está sendo construída aqui e o Brasil lidera com orgulho esse futuro. 


Marco Bochi – Diretor de Novas Tecnologias de Cana da Syngenta. 

marco.bochi@syngenta.com


 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Sanidade Vegetal - Artigos já Publicados

Fernanda Cristina Juliatti
Mofo branco em soja: danos causados e alternativas para o manejo da doença
07/05/2012

BASF
Multiplicando grãos dourados
26/01/2012

Ihara
Controle da mancha de ramulária (Ramularia areola) do algodoeiro
19/01/2012

Bayer CropScience
Período de estiagem: alerta para a infestação de ácaros nas lavouras de soja
12/01/2012

Bayer CropScience
Novos desafios para o manejo de lagartas na cultura de soja
15/12/2011

Ihara
Mofo Branco: plantio de soja merece atenção ao avanço do patógeno
08/12/2011

BASF
Agricultura 2.0
10/11/2011

Bayer CropScience
Umidade e temperaturas baixas: sinal de alerta para o produtor de batatas
18/10/2011

IHARA
Utilização de maturadores na cultura da cana-de-açúcar em final de ciclo
11/10/2011

Ihara
Desequilíbrio de ácaros do cafeeiro
22/09/2011

BASF
Quebra de dormência em macieira
15/09/2011

Bayer CropScience
Efeito ‘Força Anti-Stress’ na safra verão
25/08/2011

IHARA
Spodoptera no tomate industrial
16/08/2011

BASF
Manejo de doenças do trigo e lançamentos BASF
28/07/2011

Ihara
Patógenos: um desafio à qualidade sanitária da semente
21/07/2011

Bayer CropScience
Nematóides no milho safrinha
14/07/2011

Bayer CropScience
Trigo com produtividade e qualidade
09/06/2011

AgroPlan-UFV
Controle alternativo de pulgões
07/06/2011

Bayer CropScience
Controle do greening: manejos regional e local
17/05/2011

BASF
Inovações tecnológicas: Sistema de Produção Clearfield ® Arroz
12/05/2011

Bayer CropScience
Citricultura: controle do ácaro da falsa ferrugem
05/04/2011

BASF
Produtos biológicos complementam o manejo de pragas e doenças
25/03/2011

AgroPlan-UFV
Reforma no Código Florestal ameaça nossas florestas
10/03/2011

Bayer CropScience
Manejo de lagartas na cultura da soja
03/03/2011

BASF
Mercado legal de sementes é aliado para aumento de produtividade
17/02/2011

BAYER
Manejo de doenças na cultura da soja
27/01/2011

AgroPlan - UFV
Controle de pragas com biopesticidas
27/12/2010

BASF
Barter garante tranquilidade para o cafeicultor
21/12/2010

Bayer CropScience
Manejo e controle de cigarrinhas das raízes na cana-de-açúcar
20/12/2010

Basf
Tratamento industrial de sementes
17/11/2010

Bayer CropScience
Manejo de doenças no milho
16/11/2010

Basf
Setor sucroenergético se mobiliza em prol da sustentabilidade
20/10/2010

Bayer CropScience
Nematóide em soja
15/10/2010

Bayer CropScience
Controle da cochonilha-da-roseta no café Conilon
29/09/2010

Bayer CropScience
Manejo de doenças em cereais de inverno
13/09/2010

Syngenta
Pulgão provoca alerta nas lavouras de milho no planalto do Parecis
04/08/2010

Bayer CropScience
Plantas daninhas resistentes no Brasil
02/08/2010

Bayer CropScience
Manejo de plantas daninhas na cultura do milho
09/07/2010

Syngenta
A agricultura e as mudanças climáticas
05/07/2010

Bayer CropScience
Manejo de plantas daninhas no sistema inverno/verão
30/06/2010

Arysta
Clima chuvoso e quente favorece surgimento de Greening nos pomares paulistas
10/06/2010

Bayer CropScience
Controle de requeima na cultura tomateira
04/06/2010

Syngenta
Para uma safra mais produtiva
25/05/2010

Bayer CropScience
Requeima (Phytophthora infestans) em batata e tomate
20/05/2010

Bayer CropScience
O uso de maturadores na cultura do café
20/04/2010

Arysta
Aplicação de amicarbazone para controle eficiente da Brachiaria decumbens
13/04/2010

Syngenta
Percevejo ataca o milho no Sul de Minas Gerais
09/04/2010

Syngenta
Pulgão provoca alerta nas lavouras de milho no Planalto do Parecis
25/03/2010

Basf
Uso de fungicidas em arroz irrigado
18/03/2010

Bayer Cropscience
Manejo de Lagartas na Cultura da Soja
12/03/2010

Milenia Agrociências
Manejo correto pode reduzir os custos dos defensivos no plantio da soja em até 35%
05/03/2010

Arysta LifeScience
Alternativas à resistência de plantas daninhas a herbicidas
02/03/2010

Basf
Aplicações de Cabrio Top® e o aumento da concentração da arginina e do nitrogênio na videira
19/02/2010

Bayer CropScience
Florescimento deve trazer prejuízos para a cana-de-açúcar na safra 2010/2011
05/02/2010

Arysta LifeScience
Chuvas demandam aplicação mais efetiva de defensivos nas lavouras de hortaliças
27/01/2010

Milenia Agrociências
Peculiaridades da agricultura brasileira desafiam empresas de agroquímicos
25/01/2010

Basf
Requeima e Pinta Preta são batatas quentes na mão do produtor
21/01/2010

Bayer CropScience
Brasil pode sofrer forte epidemia da ferrugem da soja
21/12/2009

Basf
Yield Max e as aplicações de defensivos na soja
21/12/2009

Syngenta
Diagnóstico e soluções para a cercosporiose do milho
08/12/2009

Basf
Serviço Digilab dá suporte ao produtor e ambiente
17/11/2009

Milenia Agrociências
Sistema de trocas beneficia produtor
11/11/2009

Bayer CropScience
Manejo de buva resistente
05/11/2009

Conteúdos Relacionados à: Agroenergia
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada