dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     19/08/2019            
 
 
    

Até pouco tempo atrás o estudo dos comportamentos dos animais ainda era coisa desconhecida e não se costumava prestar devida atenção aos mesmos, o que ocorre hoje em dia é que passou-se a olhar de maneira diferente para esses comportamentos e a prestar mais atenção no que os animais “estão fazendo”. Isso sem dúvida nenhuma nos dá indícios claros sobre o que se passa com os animais. Estes comportamentos podem estar ligados, ou relacionados, a diversos fatores. Dentre eles os relacionados à ambiência das instalações, um exemplo disso seriam comportamentos como a aglomeração de animais nos cantos das instalações, ou encolhimento dos mesmos, que são indícios claros de estresse térmico por frio. Já o oposto, ou seja, comportamentos como animais que ficam separados e longe uns dos outros evitando contato, ou sob a sombra de árvores, podem significar uma possível ocorrência de estresse térmico por calor.

A tecnologia hoje já nos possibilita avanços significativos no que tange à exploração dos comportamentos dos animais, a dita Zootecnia de Precisão, nos proporciona ferramentas valiosas, tais como, o monitoramento animal através de câmeras de vídeo e posterior análise de imagens. Esse recurso vem agilizando as análises comportamentais e alterando a antiga prática da avaliação visual dos comportamentos dos animais feita no campo diretamente por um observador. Brincamos hoje que fazemos o “Big Brother Animal - BBA”, o que é a mais pura verdade, pois filmamos os animais por um determinado período e depois assistimos aos vídeos gravados para verificar quais foram seus comportamentos naquele período e quanto tempo durou cada uma das atividades realizadas pelos animais.

Outra tecnologia também interessante é a utilização de GPS para monitorar o comportamento dos animais soltos em grandes áreas, geralmente em pastos ou piquetes, onde a gravação de vídeo torna-se inviável devido a grande área a ser filmada. O que se faz, então, é rastrear os animais durante certo período de tempo e depois, de posse dos seus registros geográficos, têm-se condições de avaliar quais as áreas que os animais mais freqüentaram e qual a porcentagem de tempo que permaneceram em um determinado local da área demarcada. Cabe mencionar aqui um recurso que também pode ser utilizado com fim semelhante a este, que é o implante de sensores nos animais para fim de avaliação de seus comportamentos. Isso, pois o implante de sensores subcutâneos possibilita, de forma similar ao método do GPS, rastrear os animais dentro de uma determinada área ou instalação.

O que fica evidente é como o comportamento animal, se bem observado, pode nos dar indícios preciosos das condições da ambiência interna das instalações. Atenção ao que os animais “estão fazendo” e “quando estão fazendo” pode nos indicar situações de desconforto térmico por frio ou calor e uma vez que estas observações se tornarem mais fáceis, mas fácil se tornará também a detecção de problemas nos animais. Essa é uma ferramenta poderosa que não deve ser descartada nunca, afinal é a única maneira que os animais têm de nos dizer o que está se passando com eles.  

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Perila Maciel
01/06/2011 - 19:41
Ëtima matÚria!Realmente Ú essencial analisar bem o comportamento do animal visando seu bem-estar!E a Zootecnia de PrecisÒo exerce cada vez melhor este papel!

Josi Oliveira
02/06/2011 - 10:15
Ëtimo artigo JosÚ Ant¶nio, acredito que o implante de sensores nos animais para avaliar seu comportamento Ú importante e deveria ser mais difundido entre os produtores.

Janaína Rocha
07/06/2011 - 15:44
Muito boa a matÚria, pois o comportamento animal Ú uma das peþas fundamentais para se saber aplicar boas formas de manejos e varias outras tÚcnicas visando a produþÒo.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
3 comentários

Construções Rurais e Ambiência - Artigos já Publicados

Importância da ambiência na mecanização agrícola
26/04/2016

Operações pré-abate na piscicultura
20/08/2013

A qualidade do ar nas instalações zootécnicas
02/08/2013

O que é Ambiência Agrícola?
22/07/2013

A importância das variáveis fisiológicas no monitoramento do bem-estar animal
02/05/2013

Termografia como ferramenta de monitoramento do bem-estar animal
21/02/2013

Ambiência e bem-estar no pré-abate de suínos
19/07/2012

Sistemas agrossilvipastoris e o bem-estar de ovinos
30/05/2012

Ambiência e bem-estar animal na equideocultura
17/04/2012

A Avicultura e a Ambiência na Região Nordeste do Brasil
05/03/2012

A importância do bem-estar no pré-abate de ovinos e caprinos
04/01/2012

Importância da ambiência no transporte de alevinos de tilápia
03/08/2011

O impacto das variáveis ambientais
11/02/2011

Ambiência e instalações zootécnicas
22/12/2010

Conteúdos Relacionados à: Manejo
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada