dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     20/08/2017            
 
 
    
Agronegócio  
Índice Ceagesp recua 4,67% em junho
Indicador de preços no atacado registrou queda principalmente nos pescados e verduras. No semestre, o índice acumula leve alta de 0,64%
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
MAPA
08/07/2011

Pelo terceiro mês seguido, o Índice Ceagesp registrou recuo. Em junho, houve queda de 4,67%. Para o economista da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) Flávio Godas, as geadas ocorridas no final do mês passado nas regiões Sul e Sudeste não provocaram aumento de preço suficiente para alterar a tendência de queda no período. O indicador mede a variação de preços no atacado de frutas, legumes, verduras e produtos diversos.

“Outro fator que contribui para esta queda é a retração no consumo de frutas, legumes e verduras, que chega a 30% nesta época do ano”, analisa Godas. Com isso, todos os setores de comercialização no atacado apresentaram redução dos preços praticados.

A maior baixa ocorreu no setor de pescados, com redução de 6,84%. Polvo (-26,2%), abrotea (- 20,1%) e anchovas (- 15,9%) são os pescados com maior queda no índice de junho. Os preços das verduras caíram 5,96% com maior retração registrada no brócolis (-22,9%), salsa (-19,3%) e repolho (-17,3%).

Os preços das frutas recuaram 4,98%. O setor permanece abastecido e com excelentes opções de compra. Principais quedas: manga tommy (-31,3%), morango (-24,8%) e laranja lima (-14,2%). O item “diversos” apresentou redução de 2,71%. Principais quedas: batata lisa (-25,9%) e batata comum (-7,25%). Principais altas: ovos (4,07%), cebola nacional (3,3%) e amendoim (3,7%).
 
O setor de legumes apontou queda de 0,94, com recuo nos preços maiores nos preços da cenoura (-25,7%), pimentão verde (-22,3%) e pepino japonês (-13,3%).
 
Segundo o economista da Ceagesp, porém, com a expectativa de novas geadas e de frio mais rigoroso, os preços poderão apresentar elevações, principalmente as hortaliças mais sensíveis, como alface, rúcula, escarola, agrião, abobrinha e tomate.

Semestre

Nos primeiros seis meses deste ano, o Índice Ceagesp acumula elevação de apenas 0,64%. Godas explica no primeiro trimestre os preços subiram devido às chuvas frequentes e às altas temperaturas nas regiões produtoras. Porém, a partir de março, “teve início o processo de retorno dos preços aos patamares habituais”, conclui. 
 
Saiba mais

O Índice Ceagesp é um indicador de variação de preços no atacado de frutas, legumes, verduras, pescado e produtos diversos. Os itens da cesta foram escolhidos pela importância dentro de cada setor e ponderados de acordo com a sua representatividade. O indicador, divulgado mensalmente, foi lançado em 2009 pela Ceagesp, referência nacional em abastecimento. (Da Redação, com informações da Ceagesp)
 

 
 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Agronegócio
Palavras-chave

 
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada