dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     10/12/2019            
 
 
    

Dentre as inúmeras atividades rurais, a operação com tratores agrícolas presta muitos serviços ao homem do campo. Com a mecanização agrícola o produtor consegue extrair o máximo da terra com o menor esforço, juntamente com diversos implementos facilitando a realização de várias atividades que vão desde o preparo do solo, semeadura até transporte do produto final.

Cada vez mais a tecnologia tem atuado para melhorar as condições de trabalho do operador de trator no campo, melhorando a segurança e o trinômio “ambiente-homem-máquina”. Mas mesmo com toda a tecnologia disponível atualmente, na maioria das regiões do Brasil a frota de tratores ainda é bem antiga, sendo que muitas dessas máquinas não atendem as novas normas de segurança e nem mesmo possuem cabines adequadas para proteger os operadores dos elevados índices de radiação solar a que diariamente são expostos.

O operador de máquinas agrícolas durante a sua jornada de trabalho diária é exposto à radiação em diferentes níveis. Nas horas mais quentes do dia a pele e a visão sofrem mais com a incidência solar, além de causar um desconforto térmico, que interfere no desempenho da atividade, pois a vestimenta do operador é projetada apenas para segurança do mesmo com relação a máquina e não a condição ambiental da região onde se encontra.

Como exemplo, em setembro deste ano segundo Raul Fritz, meteorologista da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), no dia 25/09/2013, o Ceará registrou Índice Ultravioleta igual a 14, sendo que o máximo desta escala é 16. Embora os ventos amenizem a sensação térmica, o calor excessivo e a exposição prolongada ao sol podem causar doenças como queimaduras, câncer de pele, catarata, envelhecimento precoce, bem como também poderá causar fadiga, desconforto e falta de atenção, esses fatores combinados podem contribuir para um possível acidente de trabalho.

Diante desta temática o NEAMBE - Núcleo de Estudos em Ambiência Agrícola e Bem-estar Animal, juntamente com o LIMA – Laboratório de Investigação de Acidentes com Máquinas Agrícolas, ambos localizados no Departamento de Engenharia Agrícola da Universidade Federal do Ceará (DENA/UFC), estão desenvolvendo pesquisas focando as questões do bem-estar e da ambiência atreladas ao conjunto “homem-máquina-ambiente”, com intuito de identificar os principais pontos críticos e com isso sugerir melhorias tanto no conforto térmico em relação à máquina (calor proveniente do funcionamento do trator) como também na proteção do operador quanto a exposição à radiação solar.

Apesar das atividades agrícolas serem muito antigas, não são encontrados muitos estudos com relação ao conforto térmico do operador de máquinas agrícolas. Assim, estas pesquisas serão feitas com a utilização de aparelhos que medem as variáveis climáticas e também através da observação do comportamento do operador nas condições de trabalho (fadiga, falta de atenção, estresse térmico e etc.), juntamente com o uso da termografia, que consiste em uma técnica que permite mapear a temperatura de uma região (da máquina ou do operador, por exemplo) com intuito de distinguir áreas com diferentes temperaturas. Esta é uma técnica não invasiva de diagnóstico que recentemente vem sendo muito utilizada para este tipo de estudo. Serão feitas medições em várias atividades de mecanização agrícola e em várias horas do dia para que seja possível comparar os efeitos da incidência direta da radiação solar no operador.

Assim, espera-se contribuir com o trabalho do operador de máquinas agrícolas e a partir dos resultados encontrados, sugerir melhorias tanto na proteção contra a radiação solar como também no desempenho de uma atividade mais segura e que garanta melhores condições de bem-estar ao trabalhador do campo.

Artigo originalmente publicado em 3/12/2013

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Construções Rurais e Ambiência - Artigos já Publicados

Operações pré-abate na piscicultura
20/08/2013

A qualidade do ar nas instalações zootécnicas
02/08/2013

O que é Ambiência Agrícola?
22/07/2013

A importância das variáveis fisiológicas no monitoramento do bem-estar animal
02/05/2013

Termografia como ferramenta de monitoramento do bem-estar animal
21/02/2013

Ambiência e bem-estar no pré-abate de suínos
19/07/2012

Sistemas agrossilvipastoris e o bem-estar de ovinos
30/05/2012

Ambiência e bem-estar animal na equideocultura
17/04/2012

A Avicultura e a Ambiência na Região Nordeste do Brasil
05/03/2012

A importância do bem-estar no pré-abate de ovinos e caprinos
04/01/2012

Importância da ambiência no transporte de alevinos de tilápia
03/08/2011

A importância do comportamento animal na ambiência
01/06/2011

O impacto das variáveis ambientais
11/02/2011

Ambiência e instalações zootécnicas
22/12/2010

Conteúdos Relacionados à: Mecanização
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada