dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     20/02/2017            
 
 
    
Pecuária    
Kit Embrapa de Ordenha melhora qualidade do leite no Norte de Minas
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Marina Torres, Embrapa Milho e Sorgo
03/11/2015
Melhorar a qualidade do leite produzido no Território Serra Geral, Norte de Minas Gerais. Essa foi uma das demandas dos produtores atendidos pelo Plano Brasil Sem Miséria na região. Para promover as boas práticas de produção do leite, foi feita a distribuição do Kit Embrapa de Ordenha Manual.
 
O kit é montado com materiais simples que ajudam a melhorar a higiene da ordenha e diminuir a contaminação do leite. É composto por itens, como: balde para armazenar água com cloro, usada na limpeza das tetas da vaca; banquinho próprio para ordenha manual; balde semiaberto para proteger o leite de sujeiras, filtro para coar o leite; caneca de fundo preto para detectar mastite, que é um processo inflamatório da glândula mamária.
 
No Território Serra Geral, foram distribuídos 118 kits a pequenos produtores, que receberam treinamentos para usar os materiais. O pesquisador da Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora-MG) Sérgio Rustichelli realizou dias de campo nos municípios de Porteirinha, Monte Azul e Matias Cardoso.
 
Os técnicos da Emater-MG também receberam capacitação. Participaram de curso sobre o uso do kit e sobre amostragem, coleta e transporte de leite para análise. O trabalho teve início em 2014 e, no último mês de setembro, foi realizada uma reunião para discutir os resultados do uso do kit de ordenha e a qualidade do leite na região.
 
O coordenador das ações do Plano Brasil Sem Miséria no Território Serra Geral é o engenheiro agrônomo Fredson Chaves, da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG). Ele explica que o trabalho realizado na região comprovou a eficiência do uso kit de ordenha manual para promover a melhoria da qualidade do leite. "Em todas as ações realizadas ao longo desses dois anos, visualizamos que o leite teve melhoria de qualidade, principalmente com relação à contagem bacteriana total, que é um dos itens avaliados. Observou-se nesse trabalho que o número de bactérias diminuiu após o uso do kit".
 
Foram feitas três análises de qualidade do leite ao longo do tempo, conforme comenta Fredson. "A primeira foi realizada antes do uso do kit de ordenha manual para avaliar a quantidade de bactérias no marco zero. Após o uso do kit, foram realizadas mais duas análises e observou-se que alguns componentes do leite melhoraram a qualidade."
 
O trabalho também avaliou a percepção dos produtores e extensionistas, que afirmaram ter observado a melhoria do leite. "Um dos resultados relatados por eles foi que a quantidade de leite necessária para produzir um quilo de queijo diminuiu após o uso do kit de ordenha manual", comenta Fredson.
 
Ele explica que isso ocorre porque um dos itens que possibilita o aumento da produção de queijo é a diminuição do número de bactérias por mililitro de leite. "As bactérias consomem proteína e gordura, que são componentes importantes na produção de queijo. Então, a utilização do kit melhora a higiene no momento da ordenha e, com isso, diminui o número de bactérias. Com essa melhoria na qualidade do leite, há um maior rendimento industrial na produção de queijo e de outros derivados."
 
A partir dos questionários respondidos pelos produtores, foi possível avaliar que 70% consideraram ter mais facilidade para realizar a ordenha com o uso do kit. As principais vantagens citadas foram: maior higiene, melhor qualidade do leite, praticidade e o controle de mastite.
 
Saiba mais
A Embrapa desenvolve, desde 2012, ações para promover a inclusão produtiva de agricultores do Território Serra Geral atendidos pelo Plano Brasil Sem Miséria, do Governo Federal. Para isso, desenvolve na região o projeto Rede Geral, que promove a capacitação de extensionistas e agricultores por meio de uma rede de parcerias com instituições do território e unidades da Embrapa.
 
Kit Embrapa
A tecnologia do Kit Embrapa de Ordenha Manual é aberta, ou seja, pode ser modificada e adaptada pelo produtor para suas condições. Os itens são simples e baratos, e podem ser encontrados facilmente no comércio. Assim, o produtor tem condições de montar o próprio kit.
 
Para entender o uso do Kit Embrapa, clique aqui.
 
Para compreender a montagem do Kit, clique aqui.
Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
06/03/2017
Expodireto Cotrijal 2017
Não-me-Toque - RS
06/04/2017
IV Encontro Nacional da Soja
Londrina - PR
18/04/2017
IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-estar Animal
Porto Alegre - RS
01/05/2017
Agrishow 2017
Ribeirão Preto - SP
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada