dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     27/05/2017            
 
 
    
Manejo    
Mato Grosso revê posicionamento sobre uso de correntão
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Aprosoja
28/03/2016

O chamado correntão será liberado para ser usado na abertura de áreas em Mato Grosso, mediante autorização de desmatamento legal dada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). “A liberação é importante porque sem o uso do correntão ficaria inviabilizada a abertura e limpeza de áreas em algumas regiões do Estado”, explica Elso Pozzobon, vice-presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja).

A reunião entre entidades do setor produtivo de Mato Grosso e a Sema ocorreu na última quarta (23) e discutiu o Programa de Regularização Ambiental (PRA), próximo passo que o produtor rural deve seguir após o preenchimento do Cadastro Ambiental Rural (CAR), definido no novo Código Florestal.

Também ficou acordado que os pecuaristas não precisarão de autorização ou comunicação formal da Sema para fazer a roçada, utilizada para limpeza de áreas de pastagens para criação de animais.

De acordo com Ana Luiza Peterlini, em seu último dia frente à secretaria, o governo busca aliar sustentabilidade ambiental e desenvolvimento. “Acreditamos que estamos seguindo uma linha de trabalho interessante e que com sustentabilidade ambiental também atrairemos investidores que tem essa premissa como condição para vir ao Estado”, afirmou.

Participaram da reunião o secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, o vice-presidente da Aprosoja, Elso Pozzobon, o 2º diretor financeiro, Sérgio Triches, o diretor executivo, Wellington Andrade, a analista Marlene Lima, representantes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (FAMATO), da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) e da Associação Mato-grossense de Produtores de Algodão (Ampa) e técnicos da Sema.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada