dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     28/03/2017            
 
 
    
Nutrição animal    
Recuperação e renovação de pastagens para garantia de produtividade na lavoura
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Sandra Brito, Embrapa Milho e Sorgo
08/04/2016

A ExpoZebu Dinâmica – "A feira que alimenta a pecuária" acontecerá em Uberaba-MG, de 04 a 06 de maio, na Estância Orestes Prata Tibery Jr. Promovida pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), a feira está em sua terceira edição e tem a missão de aproximar os produtores rurais de soluções tecnológicas para aumento da produtividade.

Para isso, a feira terá como destaques sistemas produtivos sustentáveis como os sistemas de Integração Lavoura, Pecuária-Floresta (ILPF) nas suas diferentes modalidades, além da apresentação de novos cultivares, insumos, máquinas, equipamentos, serviços, visando ampliação da produtividade da pecuária e da agricultura, importantes elos da cadeia do agronegócio da região.

Neste ano, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa, participa como correalizadora deste evento. Para representar a empresa, as Unidades Milho e Sorgo, Cerrados, Trigo e Pecuária Sudeste apresentarão tecnologias relacionadas aos sistemas de produção ILPF e Integração Lavoura-Pecuária (ILP), além da apresentação de novos cultivares de soja, milho, trigo, sorgo, milheto e espécies forrageiras. Serão aproximadamente 5 hectares para exposição dos cultivares e das tecnologias em sistemas de cultivo de grãos consorciados com forrageiras em ILP, além de 13 hectares em sistema ILPF implantados desde o ano de 2013 com diferentes espécies exóticas.

Segundo o pesquisador Emerson Borghi, da Embrapa Milho e Sorgo, o objetivo da apresentação destes sistemas é demonstrar estratégias de recuperação e renovação de pastagens pelo uso do ILP, tanto para produção de grãos e silagem, quanto para a produção de pastagens.

"Os produtores buscam informações sobre a viabilidade técnica e econômica para a recuperação de pastagens usando a ILP. Além disso, há uma procura por novos materiais tanto para pastagem quanto para produção de silagem e grãos, motivo pelo qual a Embrapa resolveu ampliar a quantidade de plots demonstrativos com a apresentação de materiais, em 2016. Assim, produtores, pecuaristas, técnicos, estudantes e profissionais do agronegócio poderão encontrar informações técnicas atuais e buscar coeficientes técnicos que auxiliarão na tomada de decisão sobre tecnologias nos mais diferentes segmentos do agronegócio regional", diz o pesquisador.

Para demonstração de espécies forrageiras, estarão expostas espécies gramíneas e leguminosas para a produção pecuária, tanto em cultivo solteiro como em consórcio. Além de espécies de Brachiaria e Panicumtradicionais, há ainda leguminosas com o amendoim forrageiro (Arachispintoi), feijão guandu, estilosantes (Stylosanthes spp). Entre as culturas produtoras de grãos, materiais de trigo, soja, milho, sorgo e milheto estarão apresentados como opções de cultivo para as mais diferentes condições de cultivo.

Em áreas maiores, destinadas à demonstração de sistemas em ILP, a Embrapa simulou diversas opções de cultivos consorciados, visando a produção de grãos e forragem. Serão apresentadas áreas com milheto consorciado com capim-Paiaguás, sorgo para corte e pastejo consorciado com o capim-Paiaguás, sorgo BRS 655 consorciado com o capim-Paiaguás e o milho consorciado com o capim-Paiaguás. "São opções técnicas já validadas em outras regiões e que podem ser adotadas tanto por produtores quanto por pecuaristas. A dimensão destas áreas permitirá aos visitantes a visualização de forma mais evidente dos benefícios do sistema, assim como os pesquisadores estarão disponíveis para demonstrar os resultados e esclarecer as dúvidas", esclarece Borghi.

A Embrapa preparou plots com as espécies de sorgo, milheto, milho, soja e trigo. Dentre eles estão alguns cultivares novos, como o sorgo granífero BRS 373.

O novo cultivar de sorgo granífero, BRS 373, é recomendado para plantio no sistema sucessão (safrinha), nas regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Oeste Baiano. Segundo o pesquisador Cícero Beserra de Menezes, o BRS 373 alia produtividade com precocidade. "Este cultivar possui alta estabilidade de produção, resistência ao acamamento e também apresenta boa tolerância à seca e à toxicidade de alumínio no solo", ressalta o pesquisador.

Está sendo apresentada, também, a BRS Tamani, híbrido do capim Panicum maximum, para pastagem. Este cultivar tem porte baixo e alta produção de folhas de alto valor nutritivo (elevados teores de proteína bruta e digestibilidade), produtividade e vigor.

O Centro de Referência da Pecuária Brasileira (CRPBZ) produziu vídeos com entrevistas sobre as tecnologias em sistemas produtivos, que serão apresentadas na ExpoZebu Dinâmica 2016:

- Clique aqui para assistir a entrevista realizada pelo CRPBZ com o pesquisador Emerson Borghi.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
06/04/2017
IV Encontro Nacional da Soja
Londrina - PR
18/04/2017
IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-estar Animal
Porto Alegre - RS
01/05/2017
Agrishow 2017
Ribeirão Preto - SP
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada