dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     28/03/2017            
 
 
    
Safra  
País tem safra recorde de café em 2016: 51,37 milhões de sacas
Volume representa aumento de 18,8% em relação ao ano passado
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Mapa
22/12/2016

O Brasil teve neste ano a maior safra de café da sua história. A colheita chegou a 51,37 milhões de sacas de 60 quilos do produto beneficiado – somadas as espécies arábica e conillon –, com aumento de 18,8% em relação a 2015, de 43,24 milhões de sacas. Antes, o recorde era de 2014, quando a produção foi de 50,8 milhões de sacas.

Os números constam do quarto e último levantamento da safra 2016, divulgado nesta quinta-feira (22) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

A área plantada no país teve leve redução, com decréscimo de 1,1% na comparação com 2015, totalizando 2,22 milhões de hectares. No entanto, houve ganho expressivo de produtividade. A média de 26,33 sacas por hectare é 17,1% superior à da safra passada.

As condições climáticas favoráveis nas principais regiões produtoras de arábica, aliadas ao ciclo de bienalidade positiva, favoreceram as lavouras e a produtividade na maioria dos estados. Os maiores ganhos ocorreram em São Paulo, com 46,7%, Mato Grosso, com 39,4%, e Minas Gerais, com 32,2%.

O café arábica domina as lavouras de café no país, representando 84,4% da produção total do grão, com de 43,38 milhões sacas. Esse resultado é 35,4% superior ao da safra anterior e se deve ao aumento de 46 mil hectares da área em produção, incluindo a incorporação de novas áreas que se encontravam em formação e renovação, além das condições climáticas mais favoráveis.

A produção do conilon, que representa 15,6% do total de café do país, está estimada em 7,98 milhões de sacas, com redução de 28,6% na comparação com a safra passada. Nesse caso, houve diminuição de 4% na área e problemas climáticos, como seca e má distribuição de chuvas por dois anos consecutivos no Espírito Santo, maior produtor de café conilon no país.

Em Rondônia e na Bahia, também produtores da espécie, ocorreram estiagens nas fases críticas das lavouras. Em Rondônia, a quebra de produtividade foi amenizada pela entrada de novas áreas de café clonal, cuja produtividade é superior às tradicionais.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
06/04/2017
IV Encontro Nacional da Soja
Londrina - PR
18/04/2017
IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-estar Animal
Porto Alegre - RS
01/05/2017
Agrishow 2017
Ribeirão Preto - SP
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada