dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     17/10/2018            
 
 
    
Tecnologia  
Tecnologias para o agronegócio unem ciência e mercado na ESALQSHOW
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Joana Silva, Embrapa Instrumentação
08/10/2018

Alinhada com a concepção do evento de estimular inovações, o empreendedorismo e de fomentar novas parcerias, a Embrapa Instrumentação (São Carlos, SP) abre espaço para empresas vinculadas a seus projetos, como a startup Agrorobótica, cuja cooperação resultou no AGLIBS para análise de solos, e a Produquímica, com o fertilizante MicroActive, na ESALQSHOW 2018.

A 2ª edição da Feira de Inovação Tecnológica para o Agronegócio Sustentável ocorre entre 9 e 11 de outubro, na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (Esalq), em Piracicaba (SP) – os detalhes do evento podem ser acessados no endereço http://fealq.org.br/esalqshow/ -; a proposta inovadora da ESALQSHOW é conectar a academia com o setor produtivo.

O Centro de Pesquisa são-carlense ainda participa com palestras do pesquisador Silvio Crestana. No dia 10, às 8h30, o físico aborda as  “Tecnologias na agricultura e visão da pesquisa para o futuro” no painel Agtech Valley Summit. No mesmo dia, às 14 horas, o pesquisador integra o Painel Agricultura Digital, no Espaço Inovar Esalq & CIA.

Agritechs com pesquisas em desenvolvimento na área de nanotecnologia, pós-colheita e agricultura de precisão por agritechs, além de empresas do setor produtivo vinculadas ao Centro de Pesquisa, estarão presentes no estande da Embrapa, no Espaço Inovar Esalq & Cia, que traz como tema central o “Futuro da agricultura tropical para a sociedade”.

“A apresentação de pesquisas desenvolvidas em parcerias com agritechs e por empresas privadas reforça o papel da Unidade de incentivar novos projetos e de apoiar a conexão com o setor produtivo frente aos desafios e oportunidades da agricultura tropical”, afirma a chefe-adjunta de Transferência de Tecnologia da Embrapa Instrumentação, Débora Milori.

Cooperação resulta em tecnologias pioneiras
O AGLIBS, desenvolvido em parceria com a Agrorobótica, fundada em 2015, é o primeiro resultado do ecossistema de inovação da Embrapa Instrumentação com uma agritech. Do esforço surgiu um equipamento com tecnologia de última geração para a análise de solos de forma rápida, limpa e economicamente acessível ao produtor rural.

A inovação, que usa laser e inteligência artificial para a análise de solos em larga escala, não gera resíduos químicos e é capaz de analisar 1.500 amostra por dia, fornecendo dados de quantidade de carbono orgânico do solo, textura (teores de areia, silte e argila), além de pH. A tecnologia está sendo empregada de forma pioneira no Brasil e permite a avaliação em tempo real, em laboratório, enquanto que as análises convencionais demoram alguns dias para fornecer os resultados.

Já um exemplo bem-sucedido de inovação aberta que envolveu a empresa do setor produtivo Produímica/Compass Minerals, resultou numa película formada por micronutrientes, em grande concentração que recobre de forma homogênea grânulos dos macronutrientes nitrogênio, fósforo e potássio, conhecidos pela sigla NPK.

Com isso, o agricultor terá um produto completo para aplicar na lavoura com nutrientes balanceados e potencial de aumentar a produtividade e reduzir aplicações de fertilizantes. O MicroActive, desenvolvido no âmbito da Rede de Nanotecnologia para o Agronegócio, tem a função de recobrir a superfície do grão, que vai ser usado para levar o outro fertilizante.

Entre as vantagens da tecnologia estão a redução no número de aplicações de fertilizantes, impactando diretamente nos custos da produção agrícola, além de ter o potencial de fornecer as condições ideais de nutrição para as plantas; a formulação pode aumentar a produtividade, porque o fornecimento de macro e micronutrientes de modo simultâneo permite às plantas produzirem próximo ao seu potencial genético.

As duas tecnologias – AGLIBS e MicroActive – lançadas recentemente, já estão disponíveis no mercado, em formatos diferenciados, conforme a linha mercadológica de cada empresa.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
09/10/2018
EsalqShow 2018
Piracicaba - SP
06/11/2018
V Congresso Brasileiro de Recursos Genéticos
Fortaleza - CE


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada