dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     28/02/2020            
 
 
    
Sistemas Sustentáveis de Produção      
Sistemas Sustentáveis de Produção Agrícola
Como toda atividade que visa obter sucesso, é imprescindível que seja realizado o planejamento antes da sua execução
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Ronaldo Trecenti
04/11/2009

Segundo as estimativas da Organização das Nações Unidas (ONU), através do Fundo para a Agricultura e Alimentação (FAO), em 2050 teremos 9,1 bilhões de habitantes na Terra. O crescimento da população e o consequente aumento na demanda por alimentos, fibras, matérias primas e agroenergia provoca pressão sobre o uso dos recursos naturais (solo, água, ar e biodiversidade), uma vez que essas demandas são atendidas pelo aumento da produção, via abertura de novas áreas e/ou aumento na produtividade, podendo, em certas situações, provocar instabilidade no abastecimento desses produtos devido ao uso incorreto dos recursos naturais, levando-os à exaustão e à inviabilidade do sistema de produção.

Os sistemas produtivos baseados unicamente no uso de insumos modernos (fertilizantes, defensivos agrícolas, sementes etc.) e na utilização intensiva de máquinas para o preparo do solo, como arados e grades mostraram-se inadequados e insustentáveis para a produção nas regiões tropicais, como no caso do Brasil. A sua utilização no século XIX e XX provocou a necessidade de aumento no uso de insumos e na área explorada, sem se refletir no aumento de produção e ocasionou grandes perdas de solo e água (erosão), demonstrando a necessidade de desenvolvimento de sistemas de produção adequados às nossas condições.

Os sistemas sustentáveis de produção agrícola (agricultura, pecuária e silvicultura) podem ser conceituados como o conjunto de técnicas e práticas que visam à produção de alimentos, fibras, madeira e agroenergia, de forma a atender três requisitos fundamentais: ser economicamente viável, ambientalmente correto e socialmente justo. Esses sistemas têm como objetivo a produção com mínimo impacto aos recursos naturais, através do uso racional dos insumos, do respeito à legislação ambiental e trabalhista.

Para atender o primeiro requisito fundamental esses sistemas têm que gerar lucro aos seus usuários no final do processo de produção. A sua adoção geralmente demanda investimentos em adequação e correção do solo, máquinas, equipamentos, instalações, capacitação da equipe de colaboradores, entre outros, podendo levar algum tempo para a sua maturação, ou seja, apresentar resultados positivos, destacando-se então a necessidade e importância de incentivos para a sua utilização através da criação de linhas de crédito para o financiamento da sua implantação. Como toda atividade que visa obter sucesso, é imprescindível que seja realizado o planejamento antes da sua execução, contemplando a elaboração de projeto técnico detalhado e assistência técnica até a fase de maturação.

O segundo requisito fundamental pode ser atendido inicialmente com o planejamento das atividades considerando a capacidade de uso do solo, a oferta e a conservação dos demais recursos naturais, o uso de insumos e produtos registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e recomendados para a atividade, o recolhimento de embalagens vazias e a sua destinação final e o respeito à legislação ambiental (reserva legal e área de proteção permanente).

Ser socialmente justo requer que todos os colaboradores tenham registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social, que recebam todos os benefícios previstos em lei, que as instalações sejam adequadas, que todas as normas de segurança do trabalho sejam observadas, em especial, a disponibilidade de equipamentos de proteção individual (EPI). Como exemplo de sistemas sustentáveis de produção agrícola pode-se citar o Plantio Direto na Palha (PDP), a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), a Produção Integrada de Frutas (PIF), o Manejo Sustentável de Florestas, a Agricultura Orgânica, a Agricultura Biodinâmica, entre outros.

Nas próximas edições alguns destes sistemas serão apresentados de forma detalhada, destacando-se os seus benefícios econômicos, ambientais e sociais, portanto, requisitos básicos para serem considerados sustentáveis, visto que ao longo do tempo mantem a integridade de ecossistemas para as gerações futuras.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Elô
15/11/2011 - 23:52
Excelente texto.Me ajudou muito,obrigada.

kyel pereira
23/08/2017 - 12:55
nao me ajudou em nada kkkk quero uma coisa melhor,tem como??????????

Alexandre Robert, Manaus-AM
17/04/2018 - 21:21
Obrigado pelo texto, estava a procura de algo assim para embasar meu trabalho de graduação. Irei colar nas referencias.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
3 comentários

Sistemas Sustentáveis de Produção - Artigos já Publicados

Queimadas e incêndios florestais são ameaças permanentes ao cumprimento das metas do Plano Nacional de Redução das Emissões de Gases de Efeito Estufa
11/02/2014

Mecanização Agrícola na Agricultura Familiar
20/01/2014

Integração lavoura-indústria-pecuária contribui para agricultura de baixo carbono
18/09/2013

PD: efeito da palhada no manejo do mofo branco da soja e do feijão
03/09/2013

Aprovada Lei que institui a Política Nacional de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
20/04/2013

Florestas plantadas no Distrito Federal
26/03/2013

Manejo da fertilidade do solo para altas produtividades
16/02/2013

O papel do Brasil na produção sustentável de alimentos e agroenergia
07/12/2012

Sustentabilidade do agronegócio brasileiro e o Código Florestal
03/12/2012

Florestas plantadas no Distrito Federal
31/10/2012

Importância da palhada no Plantio Direto: faça chuva ou faça sol
24/09/2012

Economia Verde e a Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
27/08/2012

A falta de Seguro Agrícola pode ameaçar o sucesso do Programa ABC
19/03/2012

Sistemas sustentáveis de produção
07/02/2012

Economia Verde e o Sistema Plantio Direto
05/12/2011

Novo Código Florestal brasileiro: 1ª batalha - vitória do bom senso e da democracia
10/06/2011

Código Florestal brasileiro: dois pesos e duas medidas
15/04/2011

Contribuição do Sistema Plantio Direto para a redução da incidência da soja louca II
28/02/2011

Contribuição do Plantio Direto para a melhoria da qualidade da água
24/01/2011

Prevenção e controle das queimadas
01/11/2010

Um inimigo cruel das áreas de Plantio Direto e de Integração Lavoura-Pecuária
01/10/2010

Desafios para a implementação do programa Agricultura de Baixo Carbono
03/09/2010

Programa Agricultura de Baixo Carbono e o Sistema Plantio Direto
23/07/2010

Vazio Sanitário versus a produção de palhada para o Sistema Plantio Direto
09/07/2010

Capacitação da Assistência Técnica em ILPF e SPD
11/05/2010

Plantio Direto de qualidade ganha incentivos
08/04/2010

Manejo de doenças e pragas no Sistema Plantio Direto
02/03/2010

Serviços ambientais gerados pelo Sistema Plantio Direto
30/01/2010

Sistema Plantio Direto
18/12/2009

Conteúdos Relacionados à: Agricultura Sustentável
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada