dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     30/10/2020            
 
 
    

Os pneus de tratores agrícolas devem desempenhar as seguintes funções, além das usuais de um veículo qualquer:

- suportar com segurança o peso do trator em condições estáticas (parado) e condições dinâmicas (em movimento);

- servir como um amortecedor, absorvendo as irregularidades do solo reduzindo a transferência das mesmas ao trator;

- proporcionar a transmissão das forças motrizes e frenantes do trator ao solo e vice-versa.

Para atender a essas funções, o pneu deve apresentar determinadas características de resistência e aderência. Essas características, por um lado dependem do material, da técnica de construção e do projeto do pneu e, por outro lado, essas características intrínsecas do pneu, poderão ser radicalmente afetadas pelas condições de utilização, tais como: o peso aplicado sobre o pneu, à pressão do ar em seu interior, a temperatura, as condições do solo, a velocidade de deslocamento e as solicitações de tração ou frenagem.

Selecionado o tipo de pneu, torna-se necessário agora optar pela forma geométrica das garras que mais se adaptam ao serviço que o trator irá executar. O modelo mais utilizado em pneus de tração na área agrícola é o R1, que corresponde a uma conformação regular das garras e é recomendado para serviços em geral pelo seu fabricante. O modelo R2, que possui uma conformação com garras profundas, é recomendado para as operações nas culturas de arroz e para serviços em solos de baixa sustentação e/ou úmidos. Já o modelo R3, com garras rasas, é mais recomendado para solos arenosos ou vulcânicos ou ainda com grandes teores de humos, tais como aqueles encontrados em pomares, plantações de café, etc.

As dimensões do pneu devem ser compatíveis com a potência do trator e este, por sua vez, deve corresponder às expectativas de tração da operação a ser realizada. Os fabricantes de tratores, normalmente, fornecem as opções de pneus a serem utilizados de maneira adequada com cada tipo e modelo de trator e, em função disso e das relações teóricas encontradas na literatura, pode-se selecionar o tamanho de pneu mais adequado. Quanto maior o diâmetro do pneu do trator, maior será a sua velocidade de deslocamento, para uma mesma rotação da roda e, por outro lado, menor será a força aplicada no solo (para um mesmo torque na roda). Também, deve-se levar em conta que quanto maior o diâmetro do pneu, menor será a sua resistência ao rolamento (força resistente a ser vencida para o pneu se auto-propelir) e mais eficiente será a transformação energética.

Áreas de contato
pneu/solo compa-
rativas entre pneus
radiais e diagonais

  

Áreas de contato
pneu/solo compa-
rativas entre pneus
radiais e diagonais

Podemos visualmente identificar se a pressão do pneu esta correta ou não, vale lembrar que a pressão do pneu é dada em função do peso que cada pneu suporta, em relação ao peso do trator, incluindo os lastros líquidos e metálicos. A pressão estará correta quando 3 conjuntos de garras tocarem totalmente o solo ao mesmo tempo para pneus radias, conforme figura 9.

Áreas de contato
pneu/solo com
pressão baixa/
correta

À medida que se aumenta a pressão dos pneus, reduz-se a área de contato do pneu com o solo conforme Figura 10, consequentemente, reduz-se a eficiência trativa e aumenta-se o consumo de combustível.

Redu

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Segurança em Operações com Maquinário - Artigos já Publicados

Uso de protetor auricular ou earplug
06/06/2013

Segurança na operação de tratores agrícolas
15/10/2012

Riscos associados à operação com tratores agrícolas
04/07/2012

Riscos associados ao manejo do trator durante a condução
16/05/2012

Riscos associados à manutenção do trator
09/04/2012

Estrutura de proteção ao capotamento e o uso do cinto de segurança
18/01/2012

Condução de tratores em vias públicas
28/11/2011

Medidas de prevenção e proteção com polias
14/10/2011

Acidentes com tratores agrícolas - parte III
30/03/2011

Acidentes com tratores agrícolas - Parte II
04/02/2011

Acidentes com tratores agrícolas - parte I
05/01/2011

Conheça seus limites
30/11/2010

Riscos na utilização de mecanismos de engrenagens
26/10/2010

Estruturas de proteção ao capotamento
23/09/2010

Questões polêmicas dos pneus agrícolas
30/06/2010

Acidentes com tratores agrícolas
26/05/2010

Caracterização dos acidentes com tratores
27/04/2010

Acidentes com tratores agrícolas: O que fazer?
30/03/2010

Influência da Pressão de Inflação dos Pneus no Desempenho do trator
24/02/2010

Outras características construtivas dos pneus agrícolas
22/12/2009

Características Construtivas dos Pneus Agrícolas
08/12/2009

Conteúdos Relacionados à: Mecanização
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada