dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     17/11/2017            
 
 
    

Estudos recentes realizados pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), mostraram que as atividades agrícolas, em especial a utilização de máquinas agrícolas, estão entre as três atividades mais perigosas para os trabalhadores, sendo que para cada três acidentes ocorrido no meio rural, um ocasionou a incapacidade permanente do trabalhador. A operação com tratores e equipamentos agrícolas são as que oferecem os maiores riscos de acidentes. Os acidentes de trabalho representam enorme importância social e econômica, estudos estatísticos têm demonstrado a gravidade deste problema, seja pela incidência de acidentes, seja pela idade dos acidentados, seja pelas suas conseqüências.

O artigo 131 do Decreto no 2.172, de 05 de março de 1997, acidente de trabalho no meio rural é o que ocorre na realização do trabalho rural, a serviço do empregador, provocando lesão corporal, perturbação funcional ou doença que cause a morte ou redução permanente ou temporária da capacidade para o trabalho. De uma maneira geral, conforme expõem ZÓCCHIO (1971) e UNESP (1994), o acidente de trabalho no meio rural pode ser considerado como sendo todo o acontecimento que não esteja programado e que interrompa, por pouco ou muito tempo, a realização de um serviço, provocando perda de tempo, danos materiais e/ou lesão corporal. Neste sentido, o acidente é considerado grave quando resulta no afastamento do trabalhador rural da sua atividade produtiva por um período igual ou superior a 15 dias (UNESP, 1994).

Segundo MÁRQUEZ (1986), na Espanha e nos demais países europeus, aproximadamente 40% do total de acidentes ocorridos no setor agrário envolvem máquinas agrícolas e, destes, metade são devido ao uso do trator agrícola.

A utilização intensa de máquinas agrícolas ampliou consideravelmente os riscos a que estão sujeitos os trabalhadores rurais, e mais de 60% das mortes ocorridas em acidentes de trabalho no setor agrário são conseqüências da mecanização agrícola. Silva & Furlani (1999).

Vários estudos reportam a incidência de acidentes na agricultura, salientando dados como o envolvimento ou não das máquinas, tipo de trauma, idade dos acometidos e principalmente o modo de ocorrência, objetivando basicamente analisar e estabelecer  medidas de prevenção das lesões.  O trabalho agrícola é uma das ocupações de maior risco nos Estados Unidos da América, sendo que as máquinas estão envolvidas em grande parte dos acidentes (Lubicky, 2009).

Quanto à idade, refere-se o autor que 40% das mortes em crianças na zona rural são conseqüências de acidentes com máquinas agrícolas. Informações do Departamento de Agricultura (2008) daquele país, afirmam que acidentes com tratores, têm sido identificados como a principal causa de morte ou lesão incapacitante em trabalhadores rurais. Em trabalho semelhante, Douphrate et al (2009), referem-se que na zona rural dos EUA, os tratores são responsáveis por uma alta proporção de acidentes fatais ou não. Os autores ressaltam inclusive o modo de ocorrência das lesões, isto é, um grande número de acidentes acontece quando o trabalhador sobe ou desce da máquina.

No Brasil as principais causas de acidentes com tratores agrícolas são, falta de atenção durante a operação, treinamento e capacitação dos operadores e conscientização dos mesmos na operação da máquina.

A Norma Regulamentadora De Segurança E Saúde No Trabalho Na Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal E Aqüicultura – NR 31 (Portaria N.º 86, DE 03/03/05 - DOU DE 04/03/05), no parágrafo 31.12, que trata das máquinas e equipamentos agrícolas, determina que todos os tratores agrícolas devem ser equipados com diversos dispositivos de segurança que garantem a integridade física do operador desde que usados de maneira correta, dentre estes equipamentos podemos citar as estruturas de proteção contra capotamento, (Figura 1) que usadas em conjunto com o cinto de segurança, (Figura), protegem o operador de ser esmagado pelo trator quando este vier a tombar.

 Figura 1 –Estruturas de Proteção contra Capotamento

 

 Figura 2 – Cinto de segurança

O Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional Americana estima que a porcentagem de lesões ocasionadas pelo capotamento de tratores poderia ser reduzida em aproximadamente 70%, se todos os tratores nos Estados Unidos estivessem equipados com estruturas de proteção contra capotamento e se os operadores no momento do acidente estivessem usando o cinto de segurança.
No Brasil, estudos sobre acidentes rurais ainda são bastante limitados, existem poucos trabalhos sobre acidentes com conjuntos tratorizados, dificultando o estudo das causas específicas do acidente e, restringindo as bases de dados que poderiam auxiliar no controle da freqüência e gravidade dos acidentes.

Além do tombamento da máquina, outro mecanismo que t

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
ALEXANDRE
24/11/2010 - 21:04
Voce que acorda de manhÒ para trbalhar,deixa a sua familia em casa na preocupaþÒo si vai retonar de volta para casa.
Mas a sua esposa recebe uma noticia que voce sofreu um acidente de trabalho e falece· como sÚria a reaþÒo sem comentarios.
Por isso pense e analise o seu trabalho na conciencia que vai voltar para casa,seguranþa Ú fundamental em sua vida . muito obrigado.

sms nebulizadores ltda
23/12/2010 - 15:23
O livro escrito pelo Professor Leonardo Ú esclarecedor e mostra a tiste realidade do que acontece em nossos campos. A falta de orientaþÒo tÚcnica e de equipamentos de seguranþa vitimam e invalidam seres humanos.
Acredito ser um bom material para ser divulgado nas escolas tÚcnicas de seguranþa no trabalho, tÚcnicas agrÝcolas e Faculdades. ËrgÒos cogernamentais poderiam cuidar disso e promover esse trabalho importantissimo para a sociedade rural de nosso paÝs.

ParabÚns Professor Leonardo,,,

Jair Rosas da Silva
08/11/2011 - 19:16
Parabens, Professor Leonardo.

Eu (IAC) e o Professor Victorio Furlani UFSCar) sentimo-nos honrados em ter tido a oportunidade de contribuir com o vosso valioso estudo, por meio de artigo publicado sobre ocorrencia de acidentes no trabalho rural no Congresso Brasileiro de Engenharia Agricola, em 1999.

Grande abraþo,
Jair Rosas da Silva.

Rubens Denardi - Sindicato Rural de Sorriso - MT
23/02/2012 - 08:04
Acredito que aqui em Sorriso - MT, por ser o maior produtor de grÒos do Brasil, deve ser tambÚm onde se concentra o maior n·mero de mßquinas e implementos agrÝcolas. Embora o parque de mßquinas e equipamentos sejam de altÝssima tecnologia, os acidentes acontecem na maioria das vezes por falta de treinamentos dos operadores. O sistema sindical atravÚs do SENAR-MT, possui vßrios cursos destinados aos operadores, dos quais destacamos a NR.31 - Seguranþa no Trabalho. Lamentavelmente estes treinamentos embora gratuitos, sÒo muito pouco procurados pelos empregadores.

Leonardo Monteiro
24/02/2012 - 17:26
Concordo Rubens,
Falta ainda polÝticas sÚrias sobre as quest§es relacionadas a acidentes envolvendo mßquinas agrÝcolas, a falta de informaþÒo a respeito do tema contribui para agravar este cenßrio. Um dos fatores para a ocorrÛncia do acidente Ú a falta de capacitaþÒo, as regi§es centro-oeste e sul do pais ocupam os primeiros lugares em n·mero de acidentes envolvendo mßquinas agrÝcolas segundo dados do laborat¾rio de investigaþÒo de acidentes com mßquinas agrÝcolas da Universidade Federal do Cearß, nos pr¾ximos artigos passaremos a divulgar esses n·meros

Para comentar
esta matéria
clique aqui
5 comentários

Segurança em Operações com Maquinário - Artigos já Publicados

Uso de protetor auricular ou earplug
06/06/2013

Segurança na operação de tratores agrícolas
15/10/2012

Riscos associados à operação com tratores agrícolas
04/07/2012

Riscos associados ao manejo do trator durante a condução
16/05/2012

Riscos associados à manutenção do trator
09/04/2012

Estrutura de proteção ao capotamento e o uso do cinto de segurança
18/01/2012

Condução de tratores em vias públicas
28/11/2011

Medidas de prevenção e proteção com polias
14/10/2011

Acidentes com tratores agrícolas - parte III
30/03/2011

Acidentes com tratores agrícolas - Parte II
04/02/2011

Acidentes com tratores agrícolas - parte I
05/01/2011

Conheça seus limites
30/11/2010

Riscos na utilização de mecanismos de engrenagens
26/10/2010

Estruturas de proteção ao capotamento
23/09/2010

Questões polêmicas dos pneus agrícolas
30/06/2010

Acidentes com tratores agrícolas
26/05/2010

Caracterização dos acidentes com tratores
27/04/2010

Influência da Pressão de Inflação dos Pneus no Desempenho do trator
24/02/2010

Aplicações dos tipos construtivos dos pneus agrícolas
13/01/2010

Outras características construtivas dos pneus agrícolas
22/12/2009

Características Construtivas dos Pneus Agrícolas
08/12/2009

Conteúdos Relacionados à: Mecanização
Palavras-chave

 
22/11/2017
Curso de Metodologias para Determinação da atividade microbiana do Solo
Londrina - PR
14/03/2018
V Simpósio de Produção Animal e Recursos Hídricos - V SPARH
São Carlos - SP

21/11/2017
Curso de processamento de mandioca
Cruz das Almas - BA

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada