dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     23/08/2014            
 
 
    
Hortaliças  
Germinação de sementes de hortaliças em altas temperaturas
Calor inibe produção de etileno e compromete o processo de emergência nas propriedades produtoras de sementes
Ouça a entrevista Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Nivea Schunk
09/07/2010

O recorrente problema de baixa emergência de sementes no campo, principalmente durante o verão, motivou um estudo sobre o estabelecimento de plantas em altas temperaturas no Brasil. Sob a coordenação da Embrapa Hortaliças, avaliações acerca do cultivo de alface e cenoura, culturas bastante consumidas internamente, comprovaram a interferência direta do clima sobre os reguladores de crescimento das sementes. O processo é prejudicado pela inibição da produção de etileno, substância responsável por determinados ciclos vegetais desde a germinação até a senescência dos vegetais.

Chefe Adjunto de Comunicação, Negócios e Apoio da unidade, Warley Nascimento explica que esses resultados viabilizam avanços nas pesquisas moleculares, para a utilização de ferramentas biotecnológicas, na inserção das características em cultivares mais resistentes aos estresses climáticos.

— Inicialmente, temos que pensar nas empresas que produzem as sementes para os produtores. A primeira constatação foi que essas sementes geradas em locais quentes como o Norte de Minas Gerais, conseguem uma germinação melhor do que aquelas oriundas do Sul do Brasil, por exemplo. A redução da quantidade de etileno e de algumas enzimas de digestão da parede celular da semente altera a capacidade de desenvolvimento. Agora, a próxima etapa é decodificar os genes diretamente relacionados à deficiência— revela.

Nascimento afirma, no entanto, que o cultivo de alface e cenoura já pode contar com algumas técnicas mais avançadas. A melhor forma de garantir a sanidade da germinação é optar por fornecedores especializados, que comercializam sementes tratadas. Outra recomendação mais simples, porém igualmente importante, é fazer a semeadura nos finais de tarde, preferindo sempre os dias mais frescos. De acordo com ele, o fato de a semente absorver a água em temperaturas amenas, nas primeiras horas de embebição, diminui os riscos de termo-inibição.

 

Clique aqui, ouça a íntegra da entrevista concedida com exclusividade ao Portal Dia de Campo e saiba mais detalhes da tecnologia.
Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Portal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Hortaliças
Palavras-chave

 
26/08/2014
12º CICAM - Congresso de Iniciação Científica em Ciências Agrárias, Biológicas e Ambientais
São Paulo - SP
08/09/2014
Exphomig 2014
Barbacena - MG
14/09/2014
25º Congresso Brasileiro de Entomologia (CBE)
Goiânia - GO
07/10/2014
IV Seminário de Agroecologia do Distrito Federal e Entorno
Brasília - DF
04/11/2014
XII Simpósio de Recursos Hídricos do Nordeste
Natal - RN
24/11/2014
V Congresso Brasileiro de Gestão Ambiental
Belo Horizonte - MG
05/05/2015
IV SIGERA - Simpósio Internacional sobre Gerenciamento de Resíduos Agropecuários e Agroindustriais
Rio de Janeiro - RJ
23/11/2015
6º Simpósio de Restauração Ecológica
São Paulo - SP

30/08/2014
Curso teórico e demonstrativo em Agricultura Orgânica - Módulo II
Indaiatuba e Serra Negra - SP
27/09/2014
Curso teórico e demonstrativo em Agricultura Orgânica - Módulo III
Indaiatuba e Serra Negra - SP

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada