dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     17/01/2019            
 
 
    

A soja é considerada cultura de grande importância para a economia mundial. O Brasil é o segundo maior produtor e, de acordo com os dados da CONAB, para a safra de 2009/2010, a cultura ocupa uma área de 23,2 milhões de hectares e a produção estimada em 67,5 milhões de toneladas.

Atualmente, cerca de 70% de toda a soja cultivada no Brasil é transgênica. A alta taxa de adoção da tecnologia Roundup Ready® se dá em função do alto investimento realizado pelas empresas de sementes ao disponibilizar novas cultivares adaptadas aos vários sistemas de cultivo e pela comodidade operacional no manejo de ervas daninhas.

Técnico x Operacional – Identificando o problema

Muitos produtores das diferentes regiões produtoras do País vêm antecipando seus plantios e trabalhando com cultivares de ciclo mais precoce por três razões evidentes:
Reduzir o número de aplicações para controle da Ferrugem na soja;
Escalonar colheita da soja no Sul e nas regiões onde é possível;
Aumentar a janela de plantio do milho safrinha (segunda safra).

Contudo, a antecipação no plantio em relação à época recomendada pelos órgãos de Pesquisa faz com que a soja seja afetada, antecipando seu florescimento e por consequência, reduzindo o desenvolvimento vegetativo. Isto ocorre porque a soja é uma planta de dias curtos. Portanto, as noites promovem forte influência na cultura, determinando o início do período reprodutivo.

Outro aspecto com relação à época de plantio é que, normalmente, as chuvas não são suficientes para favorecer a emergência das primeiras camadas de ervas daninhas e, como consequência, muitas lavouras são semeadas em áreas sem manejo antecipado ou, então, são realizadas no modelo desseque e plante. Dessa forma, o resultado final acaba sendo prejudicado, gerando dúvidas sobre a viabilidade da tecnologia Roundup Ready®.

Mato Competição

As primeiras pesquisas de matocompetição no Brasil, feitas em áreas no cultivo convencional, mostravam que a soja poderia conviver com as plantas daninhas por um período de 20 a 30 dias, sem comprometer a produtividade. Contudo, esta informação era válida para áreas com baixa infestação.

Na atualidade sabemos que a grande maioria das áreas no sistema de plantio direto apresenta infestação de média a alta e, com isso, o período de competição entre plantas daninhas e a cultura também é menor. Trabalhos recentes mostram que em áreas com alta infestação por leiteiro (Euphorbia heterophylla) pode-se esperar um período máximo de 12 dias após a emergência da soja sem que haja perda de produtividade.

 Há um grande erro em pensar que, por se tratar de soja Roundup Ready®, pode semeá-la no meio do mato para depois eliminar as plantas daninhas com a pulverização de herbicida. Ao fazer isso, a soja irá germinar em meio às plantas daninhas já estabelecidas e sofrerá uma concorrência inicial muito grande, o que acarretará em perdas. Inúmeros trabalhos avaliando a matocompetição inicial, no sistema desseque e plante, mostram perdas no rendimento de grãos variando de 14% até 50%.

Portanto, não há razão para existir diferenças entre soja convencional e soja transgênica frente à matocompetição, concluindo que ambas são influenciadas da mesma forma pelas plantas daninhas.

Estratégias de manejo da soja Roundup Ready®

Uma dessecação antecipada pode trazer inúmeros benefícios como eficiência da operação de plantio, menor infestação nas culturas que se estabelecem posteriormente, melhor eficiência dos herbicidas aplicados em pós-emergência, eliminação da interferência da cobertura vegetal que foi dessecada sobre a cultura que está emergindo, melhora a uniformidade da profundidade de semeadura e a distribuição de sementes, evita embuchamento, resultando em menores perdas na produtividade.
Assim, a dessecação deve ser feita, preferencialmente, 20 dias antes da semeadura da soja, dependendo do:
Tipo e tamanho da cobertura vegetal que antecede o cultivo da soja;
Regime de chuvas;
Época de semeadura.

Com uma dessecação eficiente, consegue-se fazer a semeadura da soja no limpo, restando assim o controle das plantas daninhas que germinarem após a semeadura, o que normalmente pode ser conseguido com duas aplicações sequenciais de glifosato em pós-emergência.

Além disso, é importante seguir a recomendação da pesquisa quanto à época de plantio e que, segundo dados, de forma geral, os plantios deveriam iniciar em meados de outubro, pois, nestas condições, as chuvas já estarão normalizadas, favorecendo a emergência da lavoura e maximizando o resultado de colheita.

Benefícios da Soja com o gene Roundup Ready®

Passadas praticamente cinco safras de uso comercial da soja com o gene Roundup Ready® em todo o Brasil (liberação oficial em março de 2005), várias benefícios ficaram evidenciadas, tais como:
Controle mais eficiente de plantas daninhas;
Facilidade e flexibilidade no uso e aplicação de herbicidas;
Antecipação do fechamento da lavoura;
Bom controle de plantas daninhas até o período de maturação, proporcionando
maior rendimento na operação de colheita e diminuição de impurezas e umidade nos grãos;
Diminuição do risco de fitotoxicidade por herbicidas na segunda safra (safrinha);
Facilidade na implantação e no manejo do sistema de semeadura direta.

A soja com o gene Roundup Ready® produz tão bem quanto os materiais convencionais. Basta apenas ao produtor seguir as orientações técnicas para desfrutar as vantagens e as facilidades desta tecnologia.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Walter José Souza Buzatti
10/08/2010 - 10:16
Muito boa a abordagem do colega Tessaro, foi direto ao ponto na qual esta sendo negligÛnciado no manejo da cultura da soja, no que se refere ao controle de plantas daninhas.

jose bonifacio
06/10/2013 - 14:40
a soja roundup é altamente carcinogênica e prejudicial a saude humana. a monsanto, empresa a qual pertence esse sistema usa milhoes de dolares todos os anos com publicidade fraudulenta para fazer os produtores acreditarem nos beneficios deste cultivo. nao como mais soja de qualquer tipo pois sei dos riscos envolvidos para mim e minha familia. triste é saber que nunca mais veremos produtos de qualidade graças a Monsanto.

Gilberto Nunes Ferreira
03/11/2015 - 15:48
Você estão matando e colocando a população brasileira à mercê do câncer e outras inúmeras doenças, ao utilizarem o RoundUp e demais produtos baseados no glifosato!
Parem de usar esse tipo de coisa, por favor!
Nossas famílias agradecem!!!

Dr. Amaro
14/11/2015 - 11:12
https://www.youtube.com/watch?v=D6-YkHO3kPY
Assistam a este documentário antes de confiar na empresa Monsanto.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
4 comentários

Sementes e Mudas - Artigos já Publicados

Wolf Seeds
O que as pessoas sabem sobre agronegócio?
17/11/2011

Wolf Seeds
Manejo de pastagem: recuperar ou reformar
04/10/2011

Pioneer
Práticas agronômicas que interferem na produção de silagem de milho
01/09/2011

Wolf Seeds do Brasil S/A
Perspectivas para a safra 2010/2011
11/08/2011

Wolf Seeds
Stylosanthes spp cv Campo Grande
19/07/2011

Wolf Seeds do Brasil
Época de compra de sementes forrageiras
14/06/2011

Wolf Seeds
Integração Lavoura Pecuária (ILP)
31/05/2011

Pioneer Sementes
A evolução da produtividade do milho no Brasil
26/05/2011

Wolf Seeds
Utilização dos adubos verdes
14/04/2011

Wolf Seeds
Nova praga das pastagens e cultivos
15/03/2011

Wolf Seeds
Alimentação e suplementação de bovinos
07/02/2011

Pioneer
Avanços tecnológicos da cultura do milho no Brasil
26/01/2011

Wolf Seeds
A utilização de Brachiaria brizantha cv. Marandu como palhada
10/01/2011

Wolf Seeds
Fósforo é essencial para o capim
09/12/2010

Pioneer
Mudança de conjuntura torna mercado do milho atrativo
03/12/2010

Wolf Seeds
A braquiária de VC 36% e a lei
09/11/2010

Pioneer
Silagem de milho: combinando volume com qualidade
19/10/2010

Wolf Seeds
Como melhorar a qualidade nutricional das forrageiras tropicais
11/10/2010

Wolf Seeds
A thithonia e o êxito com apoio da extensão
03/09/2010

Pioneer
Sistema de solução completa Pioneer
26/07/2010

Wolf Seeds
Brachiaria Ruziziensis: uso e aplicações
07/07/2010

Wolf Seeds
A Hora da Pastagem
11/06/2010

Wolf Seeds
Época de compra de sementes forrageiras...
12/05/2010

Pioneer Sementes
Planejamento da soja precoce e milho safrinha no Brasil Central
29/03/2010

Wolf Seeds do Brasil S/A
Utilização de leguminosas nas práticas da adubação verde e rotação de culturas
16/03/2010

Pionner
Qualidade do Tratamento Industrial de Sementes Pioneer
03/03/2010

Wolf Seeds
Semente pirata pode sair caro...
11/02/2010

Pioneer Sementes
Pioneer disponibiliza Sistema de Solução Completa, para uma safrinha cheia de oportunidades
03/02/2010

Pioneer Sementes
Safrinha 2010, o que nos espera?
21/12/2009

Wolf Seeds
Utilização de forrageiras na Integração Lavoura-Pecuária
07/12/2009

Wolf Seeds
Plantio de sementes forrageiras
11/11/2009

Conteúdos Relacionados à: Genética
Palavras-chave

 
21/01/2019
31ª Jornada de Atualização em Agricultura de Precisão
Piracicaba - SP
21/01/2019
31ª Jornada de Atualização em Agricultura de Precisão
Piracicaba - SP
04/02/2019
Show Rural Coopavel 2019
Cascavel - PR
08/02/2019
Oficina de Utilização de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA - Drones) Para a Agricultura
Formosa - GO
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF

04/02/2019
Curso de Difusão de Produção e Controle de Qualidade de Biopesticidas à Base de Fungos Entomopatogênicos
Piracicaba - SP

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada