dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     07/07/2020            
 
 
    

Atualmente, o Brasil possui o maior rebanho comercial do mundo. Segundo o Anualpec 2009 o rebanho brasileiro é composto por 173,2 milhões de cabeças, um grande potencial produtivo que é prejudicado todos os anos pelas parasitoses e pelas falhas na estratégia de combate e controle. De acordo com o Anualpec 2009 o rebanho brasileiro é composto por 173,2 milhões de cabeças, um grande potencial produtivo que é prejudicado todos os anos pelas parasitoses e pelas falhas na estratégia de combate e controle.

No mundo, estima-se que cerca de 10 milhões de cabeças morram por causa das verminoses.  Em categorias mais jovens, os índices de mortalidade podem chegar a 10%.  Em função das condições climáticas, o rebanho brasileiro em sua grande maioria, sofre com a infestação parasitária durante todo o ano e mais intensamente no período da seca (inverno). Portanto, a eliminação total destes endoparasitas é praticamente impossível, devido a sua capacidade de multiplicação e adaptação ao meio ambiente.

Os efeitos dos vermes sobre os bovinos dependem da espécie e do grau de infecção, e este por sua vez, depende de diversos fatores, tais como as condições climáticas, raça, idade do animal e o tipo de pastagem. De maneira geral, as verminoses reduzem a absorção e prejudicam a utilização do alimento (síndrome da má absorção), destroem o revestimento e a estrutura do local parasitado e eventualmente podem causar a morte.

PREJUÍZOS

Os animais parasitados apresentam baixo desempenho produtivo, podem apresentar redução anual no ganho de peso em 30 kg na média, podendo a perda variar de 18kg a 45kg. Os animais da desmama, a recria e as vacas no pré-parto, são as categorias mais sensíveis as verminoses. Os animais parasitados apresentam atraso no crescimento (redução do ganho de peso até a desmama em até 10%), significando animais mais leves ou atrasando a idade de desmama. Este atraso reflete-se ainda na redução da fertilidade (12% a menos no número de bezerros), podendo levar ainda a infecções secundárias por bactérias.

 Um animal parasitado por vermes redondos, por exemplo, chega a perder cerca de 250ml de sangue diariamente, levando o animal a anemia severa. Os vermes intestinais provocam enterites e diarréias, levando a desidratação e fraqueza, vermes nos pulmões desencadeiam “pneumonia” (bronquite parasitária), a cisticercose bovina (enfermidade considerada zoonose) não causa sinais clínicos que comprometam a produção ou saúde dos animais, mas seu impacto é direto no abate, pois quando encontrada na carne é descontado do pecuarista em média 30% do valor que seria pago pelo animal.

No caso da Fascíola hepática (baratinha do fígado), restrita a algumas regiões do país, há principalmente prejuízos econômicos, pelo descarte do fígado. Estes prejuízos estão relacionados às lesões no fígado e ductos biliares podendo provocar anemia, abscessos hepáticos e outras alterações metabólicas, mas raramente provoca sintomas evidentes nos animais.

A aplicação de vermífugos se constitui na principal arma de combate aos helmintos. O impacto econômico destas parasitoses sobre os rebanhos, têm levado a indústria de saúde animal às exaustivas pesquisas e desenvolvimento de novas moléculas antiparasitárias. Avanços significativos neste setor têm colocado à disposição da pecuária bovina, modernos endectocidas, que se caracterizam pelo amplo espectro de ação (atuam em parasitas internos e externos), liberação programada e ação prolongada no organismo animal.

TRATAMENTO

A utilização de endectocidas e vermífugos são extremamente eficazes na eliminação e controle das verminoses. Tão importante quanto o produto de boa qualidade é a estratégia de controle parasitário e deve ser adotado na época do ano mais oportuna (o inverno) quando as quantidades de vermes nos animais são maiores do que nas pastagens, sendo mais eficiente o tratamento dos animais neste período, reduzindo a infestação nos pastos. A maneira mais adequada para a prevenção das verminoses é o controle estratégico, preconizado por renomadas instituições de pesquisa como a Embrapa. Os tratamentos concentram-se em períodos pré-determinados (início, meio e final da seca) que na maioria das regiões brasileiras coincide com os meses de maio, julho e setembro, lembrando que a vermifugação no final da seca e início das águas também poderá ocorrer em novembro, conciliando desta maneira, com a vacinação do rebanho contra a febre aftosa.

Em animais jovens, recomenda-se a vermifugação com Sulfóxido de Albendazole oral a cada 60 dias. Para os animais que serão desmamados e fêmeas de reposição, pode-se adotar o controle estratégico.

Recomendações de Tratamento por Categoria Animal:

Nascimento: uma dose de ivermectina 1%.

Até desmama: Três doses de vermífugo oral com intervalo de 60 dias.

Desmama até 30 meses: maio-julho-setembro ou novembro.

Fêmeas prenhes: vermifugar 60 dias antes do parto.
 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
j Marques
29/03/2013 - 11:16
Ótima a matéria, bem esclarecedora e de fácil entendimento, principalmente para o pequeno e médio produtor que não tem o acompanhamento de veterinário direto na sua propriedade.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
1 comentário

Sanidade Animal - Artigos já Publicados

Sanex
Ambiência: uma preocupação da avicultura brasileira
16/02/2012

Ourofino
A importância do consumo da carne vermelha
02/02/2012

Sanex
Criação de bezerras: Como prevenir diarreias e melhorar resultados com o uso de eletrólitos
05/01/2012

Sanex
O uso dos eletrólitos na produção de aves
01/12/2011

Ourofino
Novos desafios da produção leiteira
24/11/2011

Sanex
Ácidos orgânicos e Salmonella
06/10/2011

Ourofino Agronegócio
Doença respiratória de bovinos
20/09/2011

Sanex
Práticas de acidificação em água e ração
30/08/2011

Ourofino Agronegócio
Confinamento bovino
09/08/2011

Ourofino Agronegócio
Febre do leite
12/07/2011

Ourofino
Boas práticas de vacinação
19/04/2011

Ourofino
Berne/Dermatobiose (Dermatobia hominis)
01/03/2011

Ourofino Agronegócio
Stomoxus calcitrans: mosca dos estábulos
19/01/2011

Novartis
Efeitos das parasitoses sobre a reprodução bovina
17/01/2011

Ourofino
Boas práticas de ordenha
07/12/2010

Novartis
Mosca-do-estábulo: problema em área rural
05/11/2010

Ourofino
Um mal silencioso
25/10/2010

Novartis
Controle do carrapato: por que se deve “quebrar” as gerações?
01/10/2010

Syntec
Utilização de maleato de acepromazina em laminite
08/09/2010

Novartis
O médico veterinário e a área comercial
02/09/2010

Merial Saúde Animal
Controle parasitário em bovinos leiteiros - Parte II
01/09/2010

Ourofino
Planejamento e organização de medicamentos contribuem no combate às doenças no rebanho
25/08/2010

Ourofino
IATF: um atalho para maior produtividade
12/08/2010

Merial
Programa de Controle Parasitário Estratégico Integrado das Parasitoses
11/08/2010

Syntec
Importância da gentamicina no tratamento de mastite em búfalas
10/08/2010

Novartis
Problemas causados por roedores em áreas rurais
30/07/2010

Syntec
Importância da diarreia em bezerros
28/07/2010

Ourofino
Pneumonia Bovina
21/07/2010

Tortuga
Produção de volumoso
19/07/2010

Novartis
O teste de sensibilidade aos carrapaticidas e suas vantagens
12/07/2010

Vallée
Qualidade do Leite
08/07/2010

Novartis
Produção Animal: Bases Fisiológicas da Produtividade
16/06/2010

Merial
Controle parasitário em bovinos leiteiros - parte I
15/06/2010

Ourofino
Manejo Sanitário na seca: momento decisivo!
08/06/2010

Syntec
Considerações sobre as cirurgias abdominais com equino em posição quadrupedal
02/06/2010

Pfizer
Diarreia neonatal: inimiga do bezerro, prejuízo para o produtor
27/05/2010

Vallée
Intoxicação em animais domésticos
21/05/2010

Merial Saúde Animal
Época da desmama exige cuidados sanitários e de manejo
18/05/2010

Novartis
Resistência aos carrapaticidas: um fantasma recorrente
14/05/2010

Novartis
Problemas causados pelas moscas domésticas na produção animal
11/05/2010

Pfizer
Importância do controle estratégico e integrado de parasitas
07/05/2010

Ourofino
Qualificação no campo contribui para a prevenção da mastite
04/05/2010

Syntec
O que é Síndrome Metabólica Equina?
30/04/2010

Vallée
Uso correto de vacinas e vacinações
23/04/2010

Merial
Controle de clostridioses em confinamento
19/04/2010

Ourofino
A sanidade no foco das discussões
16/04/2010

Syntec
Artrite infecciosa (Artrite Séptica): Uma ameaça para equinos atletas
12/04/2010

Pfizer
Doenças infecciosas em suínos
07/04/2010

Novartis
Fundamentos da mastite bovina e seus impactos na produção
06/04/2010

Vallée
Como tratar e identificar a Tristeza Parasitária Bovina
30/03/2010

Ourofino
Mastite bovina: Higiene pode evitar a doença
12/03/2010

Pfizer
Controle da coccidiose em aves evita queda de produção
11/03/2010

Syntec
Cesárea em vacas: Sim ou Não?
10/03/2010

Vallée S.A
Manejo do Neonato
08/03/2010

Merial Saúde Animal
Casos subclínicos de mastite podem colocar em risco sanidade do rebanho
24/02/2010

Novartis
Espiroquetose Intestinal Aviária: Uma realidade brasileira
23/02/2010

Ourofino
Um problema ambiental chamado Stomoxys Calcitrans (Mosca dos Estábulos)
15/02/2010

Syntec
Treinamento sob Tranquilização. É possível?
12/02/2010

Pfizer
Selante interno: ferramenta importante no controle da mastite
08/02/2010

Merial Saúde Animal
Manejo e controle sanitário são fundamentais na criação de equinos
04/02/2010

Vallée S/A
Verminoses causam grandes prejuízos ao produtor
30/01/2010

Tortuga
A importância da utilização da oxitetraciclina na clínica veterinária
29/01/2010

Novartis
Efeitos na produção e controle das para das parasitoses bovinas
23/01/2010

Real H
Otimizando a atividade leiteira através da Homeopatia Populacional
19/01/2010

Merial
Controle da Bronquite Infecciosa nos plantéis aviários brasileiros ainda é um desafio
18/01/2010

Pfizer
Doenças reprodutivas causam perdas em gado de corte
08/01/2010

Vallée
Clostridioses em Bovinos
22/12/2009

Novartis
Moscas domésticas: um risco subestimado à produção
22/12/2009

Ourofino
A importância da estação de monta no sistema de produção de bovinos de corte
22/12/2009

Pfizer
Um bom começo
10/12/2009

Merial
Ingestão de colostro pelos leitões é o primeiro passo para uma perfeita resposta imune
09/12/2009

Ourofino
Prejuízo com mosca-dos-chifres no rebanho brasileiro pode chegar a US$ 150 milhões por ano
03/12/2009

Novartis
Medicação via água na Suinocultura
03/12/2009

Pfizer
Inseminação Artificial em Tempo Fixo aumenta produtividade em fazendas
11/11/2009

Merial
Calendário sanitário nas fazendas garante lucro, eficiência e bem-estar animal
23/10/2009

Novartis
A importância do controle das verminoses
23/10/2009

Ourofino
Clostridioses
21/10/2009

Conteúdos Relacionados à: Agronegócio
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada