dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     11/07/2020            
 
 
    
Produtos e serviços  
Premix tem suplemento que reduz produção de gás metano na pecuária
“Fator Premium” é um aditivo que reduz a formação do gás metano no organismo do animal
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Premix
12/08/2010

Aliar desenvolvimento às práticas sustentáveis é uma das principais preocupações em todos os segmentos da economia. Nas empresas do agronegócio a busca por soluções que minimizem os impactos ambientais, como a redução do gás metano, por exemplo, faz com que as empresas ofereçam opções em prol ao meio ambiente. Neste cenário de novas tecnologias que contribuem para minimizar os impactos ambientais da pecuária, a Premix – uma das maiores indústrias de suplementos nutricionais para a pecuária no Brasil - possui uma opção sustentável dentro de sua linha de produtos – o aditivo ‘Fator Premium’.

 

O Fator Premium é um aditivo desenvolvido com tecnologia 100% orgânica e certificada, que inibe o crescimento de bactérias metanogênicas – bactérias formadoras do gás metano. O Fator Premium age no organismo do animal capturando o hidrogênio livre no rúmen, impedindo, desta forma, a formação do gás metano e favorecendo a formação do ácido acético. Além disso, contribui para o desenvolvimento do animal, com ganho de peso de até 18%.

 

“Sendo o metano um potente causador do efeito estufa, é fundamental que todos os esforços  sejam no sentido de reduzir ao máximo os atuais níveis de emissão.  O desenvolvimento de novas estratégias, práticas de manejo e tecnologias voltadas à alimentação do gado, visando, sobretudo, aumentar a eficiência de produção e a redução do impacto da atividade sobre o meio ambiente, são hoje alternativas que demonstram excelentes resultados”, explica o diretor técnico da Premix, Lauriston Bertelli.

 

O gás metano é produzido pelos microorganismos presentes no rúmen de bovinos, bubalinos, ovinos e caprinos, durante o processo da digestão da fibra e açúcares solúveis da dieta. No caso específico dos bovinos, a eliminação desses gases para o ambiente ocorre pela eructação (gases por via oral) e flatulência (gases intestinais), processos considerados indesejáveis não apenas pelo dano que causam à natureza, mas pela perda indesejável de energia pelo animal, que se traduz em menor eficiência da produção.

 

Por este motivo, os efeitos da pecuária no aquecimento global são questionados pelos ambientalistas, com a justificativa de que o boi é o principal responsável pela emissão de gás metano na atmosfera. Estudos recentes mostram que a perda de energia bruta ingerida pelo animal e liberada via metano no ambiente, pode variar de 2 até 12% do total produzido ao longo de um dia inteiro. Ao longo de um ano a quantidade de gases produzida por bovino de corte é de 60 a 71 kg/ano e, em casos de vacas leiteiras,,entre 109 e 126 kg/ animal/ano.

 

Desenvolver uma pecuária mais sustentável se inicia com ações conscientes de cada pecuarista, por exemplo, observando o quanto uma pastagem sequestra de carbono e o quanto a tecnologia da nutrição podem contribuir para esta redução. Estudos conduzidos por importantes centros de pesquisa no Brasil mostram que basta um hectare de pastagem bem manejado para que a própria natureza retenha da atmosfera a cada ano, entre 700 kg e 800 kg de gás carbono. “Perto de 50% da pastagem do país, nativas ou cultivadas, apresentam algum estágio de degradação. Desta forma, é possível encontrar um caminho para minimizar os efeitos da pecuária sobre o meio ambiente. Manejo racional e uso de tecnologias são as ferramentas que o pecuarista deve usar para deixar de ser o vilão e virar o mocinho dessa história”, reforça Lauriston.
 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Nutrição Animal
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada