dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     07/12/2016            
 
 
    
Solo e Clima        
Trituração da capoeira para preparo da área de plantio
Nova tecnologia usa equipamento de trituração da vegetação secundária com cobertura do solo em vez da queimada
Ouça a entrevista Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Juliana Royo
13/10/2010

A Embrapa Amazônia Oriental desenvolveu uma nova tecnologia para preparo de solo que não utiliza a queima. A capoeira, uma vegetação secundária, em vez de ser queimada, é triturada por um trator específico e deixada sobre o solo como cobertura vegetal. A tecnologia foi criada para evitar o uso do fogo, que traz muitos prejuízos à região não só com a poluição ambiental, através da emissão de gases poluentes, mas com o desgaste do solo que perde nutrientes importantes no processo de queima.

Serão necessários alguns ajustes de manejo por parte dos muitos produtores familiares que estão acostumados a queimar as áreas de lavoura antes do plantio para limpar o solo. Cuidados básicos de manutenção do solo com a palhada vegetal e o manuseio do trator de trituração de capoeira são pontos que precisam ser aprendidos pelos produtores para que eles obtenham alguns benefícios. Segundo o pesquisador Oswaldo Kato, da Embrapa Amazônia Oriental, um estudo da instituição revelou que durante o processo de queima se perdia quase 98% de nitrogênio e quase metade do fósforo e potássio presentes no solo. Com a nova tecnologia, não haverá perda destes nutrientes.

—  A gente observou que durante essa queima se perde muito nutriente. Perdemos entre 96% e 98%  do nitrogênio e quase metade do fósforo e potássio durante a queima. O triturador de capoeira é um equipamento que vem do setor florestal, é atrelado a um trator de rodas, um implemento agrícola que a gente consegue triturar essa biomassa aérea da vegetação e este material picado fica sobre o solo na forma de cobertura verde. O solo não fica desprotegido. O plantio é feito sob o sistema de Plantio Direto. A biomassa triturada da capoeira seria a nossa palhada — explica Kato.

O triturador de capoeira apresenta outros benefícios, como a possibilidade de dois ou mais cultivos por ano. Isso é possível porque, com o uso do trator, não é preciso esperar a época seca para queimar o material, o que faz com que, em vez de o produtor plantar apenas uma cultura anual, ele possa diversificar a sua produção, atingindo novos mercados.

— Na questão de limpeza da área da capina, como você promove a cobertura do solo, se permite que as plantas invasoras venham com menos intensidade, então se reduz a fase de capina. Esta tecnologia também permite ao produtor fazer mais um ciclo de cultivo, porque não é preciso aguardar pela época seca para preparar a área. Com a atual questão das mudanças climáticas e o problema de aquecimento global, fizemos um balanço das emissões de gases de efeito estufa e o resultado mostrou que, usando o sistema de preparação da área sem a queimada, é possível reduzir as emissões de gases de efeito estufa em cinco vezes, mesmo considerando o combustível que é queimado pelo trator de trituração da capoeira —  avalia o pesquisador.

A nova tecnologia ainda está em fase inicial de uso e já está sendo utilizada também no Estado do Acre, que sofre muito com os problemas gerados pelas queimadas. Kato diz que a Embrapa Amazônia Oriental já está trabalhando a trituração da capoeira com 60 agricultores familiares e avisa que a tecnologia será expandida com o novo programa de produção de biodiesel de óleo de palma de dendê do governo federal. Segundo o pesquisador, a Petrobras vai utilizar o novo equipamento para o preparo das áreas de plantio de dendê.
 

Clique aqui, ouça a íntegra da entrevista concedida com exclusividade ao Jornal Dia de Campo e saiba mais detalhes da tecnologia.
Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
roberio
19/01/2011 - 12:00
queria saber sa possibilidade de me enviarem o e-mail da empresa produtora do triturador de capoeiras citado na materia.

Flávio Santos
26/01/2011 - 11:33
Himev mßquinas
visete o nosso site e conheþas os nossos
trituradores de capoeira himev
www.himev.com.br

Flßvio Santos
(98)81731770

José Ortiz Filho
05/09/2016 - 23:42
Minha dúvida é quanto a questão ambiental,pois aqui no Rio Grande do Sul,não se pode mexer em nada de capoeira,possuo uma área de 35hectares,e já estou migrando pra cidade,não posso limpar com esteira pois caracterizam crime ambiental,só posso utilizar para a pecuaria,mas pra micro-produtores não tem verbas,se for possível,peço que me orientem para não ter que abandonar minha terra,muito obrigado.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
3 comentários

Conteúdos Relacionados à: Mecanização
Palavras-chave

 
05/12/2016
1º Curso sobre Tecnologia de Produção de Semente de Soja de Alta Qualidade
Londrina - PR

02/12/2016
Agricultura de Precisão na Aplicação de Defensivos Agrícolas
- GO

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada