dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     24/09/2017            
 
 
    

A legislação brasileira estabelece normas sobre a delimitação de áreas de preservação permanente ao longo de rios, nascentes, encostas e topos de morro. Essas normas foram desenvolvidas para proteção dos recursos naturais visando à sustentabilidade ambiental. Contudo, devido ao grande impacto que a legislação pode ter em pequenas propriedades rurais, é importante dispormos de ferramentas para avaliar e quantificar se o atendimento à legislação tem efeito positivo na dinâmica de uma bacia hidrográfica. É extremamente complicado que essa avaliação seja realizada diretamente no campo, em diversas bacias hidrográficas, pois envolve altos custos e pode demandar anos para se obter resultados.

Como podemos afirmar em quais propriedades rurais a faixa de mata ciliar aceitável é de 5 ou de 50 metros? Qual o percentual da área da bacia que devemos proteger? Uma possibilidade, já disponível, é a avaliação dinâmica dessas questões através de uma ferramenta que, aos poucos, está se estabelecendo: a modelagem matemática de base física. Esta ferramenta pode servir de apoio para avaliar a efetividade de ações de conservação do solo e água em sistemas agrícolas e seus impactos.

Para utilizar esse tipo de modelo de forma adequada é necessário fornecer uma série de dados que representem o clima, uso e ocupação das terras, parâmetros físico-hídricos de solo e topografia da bacia hidrográfica. Com essas informações, e após calibrar o modelo para representar a situação atual, é possível realizar simulações de cenários de uso e ocupação do solo prevendo as mais diversas situações. Ademais, com um modelo de base física é possível simular alterações específicas como, por exemplo, pequenas modificações na cobertura do solo, características físicas do solo ou ainda diferentes sistemas de manejo empregados. Como resposta, o modelo pode fornecer informações sobre os efeitos na disponibilidade hídrica, a perda de solo na bacia hidrográfica e, até mesmo, a qualidade da água resultante.

Como exemplo deste tipo de estudo, o Centro Integrado de Recursos Ambientais – Ciram, da Epagri de Florianópolis, dentro do âmbito do projeto de pesquisa Climasul (Estudo de Mudanças Climáticas no Sul do Brasil), financiado pela FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos), utilizou o modelo hidrológico SWAT (Soil Water Assessment Tool) na bacia hidrográfica do Lajeado dos Fragosos, município de Concórdia, localizada na região Oeste do Estado de Santa Catarina. O objetivo foi contrapor a situação atual da bacia hidrográfica com os cenários de atendimento da legislação florestal e verificar a variação da disponibilidade hídrica para essas diversas situações. Para o desenvolvimento destes cenários foram seguidas as recomendações apresentadas no Código Ambiental Estadual (Lei 14.675/2009), no Código Florestal Brasileiro (Lei n° 4.771/1965) e na Resolução CONAMA n° 303/2002. A próxima etapa do projeto será a modelagem qualitativa da bacia hidrográfica.

Ao avaliar os resultados das simulações foi possível identificar que o modelo representou, de forma adequada, as alterações na vazão do rio devido às mudanças na cobertura do solo, inclusive, os efeitos devido a pequenas alterações na cobertura vegetal. Também foi possível identificar que o modelo é sensível às perdas de sedimentos em função da distribuição espacial da cobertura vegetal.

Os primeiros resultados mostraram que, ao considerar o atendimento ao Código Ambiental Estadual (Lei 14.675/2009) e as áreas de APP de topo de morro com declividade superior a 30% na bacia estudada, houve um aumento médio na disponibilidade hídrica de, aproximadamente, 70 L/s, quantidade equivalente ao uso de água na produção de 200.000 suínos. Quando as legislações consideradas foram o Código Florestal Brasileiro (Lei n° 4.771/1965) e a Resolução CONAMA n° 303/2002 houve um aumento médio de 40 L/s na disponibilidade hídrica. Esta quantidade equivale ao consumo de uma população de, aproximadamente, 4.300 famílias ou ao consumo de mais de 100.000 suínos. Contudo, não devemos esquecer que a qualidade da água na bacia também deve ser avaliada. Rios que já estão contaminados com altas concentrações de compostos de nitrogênio e fósforo não comportam determinados usos como, por exemplo, a produção de suínos. No caso da implantação de novas unidades de produção, estas devem estar associadas a sistemas eficientes de manejo e tratamento dos efluentes, que comprovadamente retirem estes compostos da bacia.

Embora os modelos matemáticos de base física sejam excelentes ferramentas para apoio a decisão sobre os impactos ambientais associados ao uso e ocupação do solo, é importante destacar que o uso desses modelos deve ser feito de forma consciente e criteriosa, sempre associado a outras informações e estudos que estejam disponíveis para as regiões de interesse.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Agricultura Familiar - Artigos já Publicados

O uso dos dejetos de suínos como fertilizante
29/04/2013

Momento de reorganizar metas no agronegócio do leite
08/02/2012

A piscicultura nas propriedades familiares de Santa Catarina
20/07/2011

Erosão do solo: exemplo no campo e catástrofes nas cidades - Parte II
06/05/2011

Erosão do solo: exemplo no campo e catástrofes nas cidades - Parte I
04/03/2011

Integração Lavoura-Pecuária: oportunidade ou novos problemas velhos?
11/11/2010

Controle Biológico Aplicado: alternativa para reduzir danos de lagartas no milho
17/09/2010

Variedade de milho para agricultura familiar
05/08/2010

Kit semeadura de adubos verdes: distribuidor de sementes de adubos verdes acoplado à colhedora de milho
01/07/2010

Mercados de produtos coloniais da região oeste de Santa Catarina
14/04/2010

A Agricultura Familiar precisa dos jovens
12/03/2010

Importância da Agricultura Familiar II
26/02/2010

Importância da Agricultura Familiar I
09/01/2010

Conteúdos Relacionados à: Recursos Hídricos
Palavras-chave

 
21/10/2017
Dia de Campo Sistemas Integrados de Produção Agropecuária
Sete Lagoas - MG
23/10/2017
Semana Nacional de Ciência
Petrolina - PE
24/10/2017
XXII Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol (RNPG) e o X Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol
Lavras - MG

28/09/2017
Curso Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
São Carlos - SP
23/10/2017
Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Morango - PIMo
Jaguariúna - SP
21/11/2017
Curso de processamento de mandioca
Cruz das Almas - BA

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada