dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     26/05/2017            
 
 
    
Máquinas e Equipamentos  
Cultivador e sulcador ao mesmo tempo
Máquina faz descompactação na lateral da cana sem ofender as raízes e aplica veneno a até 12cm abaixo da sulcação, combatendo o migdolus
Ouça a entrevista Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Juliana Royo e Kamila Pitombeira
23/05/2011

Com a tecnologia facilitando cada vez mais a vida do produtor, surgem máquinas como o conceito dois em um, ou seja, o produtor que antes precisaria de duas máquinas diferentes para realizar determinado manejo, passa a fazer o mesmo trabalho com apenas uma máquina, economizando tempo e dinheiro. Apresentado pela Ikeda no Agrishow 2011, que aconteceu em Ribeirão Preto (SP), entre os dias 2 e 6 de maio, o cultivador e sulcador de cana chega ao mercado com esse conceito de duas funções em uma única máquina.

Segundo Edson Alves Cardoso, representante comercial da Ikeda, a máquina, na função de cultivador de cana, vem equipada com um sistema de hastes em formato de Y. Esse sistema faz uma descompactação na lateral da cana na profundidade desejada sem ofender as raízes, mexendo o mínimo com o solo e com a palha.

— Essa máquina, à princípio, foi lançada como cultivador, mas, para se tornar uma máquina completa, tivemos uma necessidade de criar também o sulcador. Esse sulcador veio para melhorar em tanto termos de sulcação, como em aplicação de veneno para combater o migdolus — afirma o representante.

Cardoso diz que a haste possui uma lâmina com dois bicos, capaz de criar uma cortina de veneno entre 10cm e 12cm abaixo da sulcação. Com isso, cria-se uma lâmina de veneno, justamente abaixo de onde está sendo depositada a cana de plantio.

— Essa máquina foi desenvolvida porque boa parte das usinas, hoje, aplicam os herbicidas em uma área de expansão e entram com essa máquina para fazer o controle do migdolus, já sulcando para o plantio da cana, sem o preparo de arados ou outra subsolagem — explica o representante comercial.

Cardoso acrescenta também que a máquina conta com uma lâmina subsoladora, parecida com a do sulcador, que substitui as ponteiras, quebra a compactação em uma projeção de 45cm a 50cm, e aplica o inseticida também para o combate do migdolus.

— Os equipamentos já estão disponíveis aos produtores na própria fábrica. Normalmente, essa máquina atende na parte de sulcação a todas as usinas. Mas a questão do combate ao migdolus é destinada ao estado de São Paulo e outras regiões, como o norte do Paraná e poucas regiões do Mato Grosso — ressalta.

Para mais informações, basta entrar em contato com a Ikeda através do número (14) 3408-1008.


 

Clique aqui, ouça a íntegra da entrevista concedida com exclusividade ao Jornal Dia de Campo e saiba mais detalhes da tecnologia.
Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Máquinas
Palavras-chave

 
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada