dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     27/02/2017            
 
 
    
Sanidade vegetal      
Pragas causam perdas de até R$ 55 bilhões à agricultura no Brasil
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Texto Assessoria
29/06/2015

A entrada e a disseminação de pragas exóticas tem se mostrado um problema para a agricultura brasileira nas últimas décadas. Desde o final do século XIX, inúmeras pragas exóticas foram introduzidas no Brasil, comprometendo a produção em diversas culturas e causando grandes prejuízos aos agricultores ao longo dos anos. Estudos recentes apontam uma perda média anual de até 7,7% da produção agrícola brasileira, ou o equivalente a 25 milhões de toneladas, devido ao ataque de moscas, lagartas e outras doenças que atacam as plantas. De acordo com texto publicado no livro "Defesa Vegetal - Fundamentos, Ferramentas, Políticas e Perspectivas”, as perdas do agronegócio brasileiro podem chegar a R$ 55 bilhões ao ano.

Este não é um problema que assusta apenas no Brasil. Com o aumento do comércio mundial de alimentos, os países ficaram mais vulneráveis à introdução de espécies exóticas, que podem comprometer as plantações locais devido à falta de predadores naturais. Estima-se que, no mundo, as perdas da agricultura devido aos ataques de pragas cheguem a impressionantes US$1,4 trilhão, ou quase 5% do PIB mundial.

Para discutir os desafios da agricultura e o futuro da produção de alimentos no mundo, será realizado no próximo dia 30 de junho, em São Paulo, o primeiro Workshop Internacional Ameaças Fitossanitárias, evento realizado pela Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária (SBDA), Associação Brasileira de Defesa Vegetal (Andef) e Departamento de Sanidade Vegetal (DSV), órgão ligado ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA).

O evento reunirá alguns dos maiores espcialistas mundiais em defesa vegetal, como Marco Muñoz, do “Servicio Agrícola y Ganadero”, que falará sobre a estruturação do sistema de vigilância e prevenção de pragas no Chile e Alejandro Lorca Ruiz, coordenador geral de inspeção e sanidade vegetal no porto de Madri, na Espanha. Entre os brasileiros, destaque para Luís Eduardo Pacifici Rangel, do Ministério da Agricultura, Marcelo Lopes da Silva, da Embrapa, e Luiz Carlos Ribeiro, da Andef. O livro "Defesa Vegetal - Fundamentos, Ferramentas, Políticas e Perspectivas” será lançado ao final das palestras.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
06/03/2017
Expodireto Cotrijal 2017
Não-me-Toque - RS
06/04/2017
IV Encontro Nacional da Soja
Londrina - PR
18/04/2017
IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-estar Animal
Porto Alegre - RS
01/05/2017
Agrishow 2017
Ribeirão Preto - SP
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada