dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     15/01/2021            
 
 
    
Sustentabilidade      
Energia solar é alternativa para a propriedade rural
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Emater/RS-Ascar
01/09/2015

Utilizar os recursos naturais em benefício da propriedade rural, de forma sustentável, tem sido alternativa para muitos agricultores nas diferentes atividades realizadas em suas unidades de produção familiar. Neste sentido, a Emater/RS-Ascar apresenta, na Expointer 2015, algumas das possibilidades de aproveitamento da energia solar nas propriedades rurais.

No espaço que a Instituição compartilha com a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo (SDR) na Feira estão montados dois sistemas fotovoltaicos, que transformam a energia gerada pela luz solar em elétrica, sendo apresentados um sistema autônomo e outro conectado. “Queremos divulgar e mostrar como funciona a energia fotovoltaica, que ainda é desconhecida pela maioria da população, e para isso todo o estande da Emater e SDR está sendo alimentado pelo sistema que instalamos aqui na feira”, frisou o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Matias Felipe Kraemer.

Ambos os sistemas podem ser instalados na propriedade rural, sendo que o autônomo independe da rede elétrica convencional, utilizando baterias para o armazenamento da energia gerada pela luz do sol, que pode ser utilizada para bombear água ou alimentar sistema de resfriamento de leite durante as quedas de energia, por exemplo. Já o sistema conectado é ligado na rede elétrica. Nesse caso, é realizada a troca do relógio de leitura convencional e gerado um relatório da energia que entra e sai da rede elétrica da propriedade. Esta forma possibilita que a energia elétrica necessária para as demandas da propriedade rural seja gerada pelas placas de captação e a energia produzida além desta demanda seja injetada na rede elétrica convencional e transformada em crédito para ser utilizada em até três anos.

Para instalar os sistemas é preciso estar atento a algumas especificidades como, por exemplo, um local com boa insolação para o lado norte e sem arborização próxima para que a luz solar possa atingir as placas. Também é necessária a elaboração de um projeto técnico por um eletricista.

Os painéis de captação chamaram a atenção da família Rodrigues, de Viamão, durante a visitação à Expointer 2015. “Vimos os painéis de longe e viemos observar. Esse sistema é interessante pela economia que pode gerar. No início o custo é alto, mas depois recompensa e se torna viável para a casa”, observou Paulo Rosa Rodrigues.

Ainda de acordo com Kraemer existem benefícios em se utilizar esses sistemas, tanto sociais como ambientais e econômicos. “Ele tem a importância social, pois alivia o sistema elétrico, principalmente para quem está na ponta da rede, minimizando as quedas de energia, inclusive para outras pessoas; ambiental por ser uma fonte natural, não necessitando tanto das termoelétricas; e econômico, porque vai trabalhar para o agricultor e se paga, normalmente, em seis anos”, explica o extensionista.

Atualmente existe a possibilidade de financiamento em até 12 anos, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) Eco, que é destinado para investimentos em técnicas que diminuam o impacto pela atividade rural ao meio ambiente. “Para acessar o programa o agricultor precisa da elaboração do projeto técnico por uma empresa competente e na sequencia a Emater faz o projeto de crédito”, finaliza Kraemer.

A parcela temática destinada a energia fotovoltaica é uma parceria da Emater/RS-Ascar com as Faculdades Integradas de Taquara (Faccat) e a Desenvolt Energia Sustentável e pode ser visitada durante a 38ª Expointer, que acontece até o próximo domingo (06/09), no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada