dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     22/01/2017            
 
 
    

http://www.diadecampo.com.br/arquivos/image_bank/especiais/Roberta_Zuge_ARTIGOS_2016122014715.jpg


Recentemente participei de um desafio de startups que envolvia ideia para a cadeia leiteira. O tema me encanta, pois, tive a oportunidade de trabalhar numa divisão de inteligência artificial- IA, na época que estava na pesquisa. Atuando junto com um ótimo e idealista pesquisador, o Dr. Milton P. Ramos, além de conseguir ensinar uma médica veterinária sobre os princípios da IA (que antes, para mim, era apenas Inseminação Artificial), proporcionou que eu conseguisse enxergar diversas oportunidades na área do agro.

Em um edital do Sebrae/PR, com foco em inovação, propus a um produtor, que já tinha trabalhado comigo como piloto para norma de Produção Integrada de leite (Mapa/Inmetro), e é “cabeceira” em adoção de as ideias inovadoras, para que concebêssemos um sistema para acasalamentos e comercialização on line de reprodutores. O sistema permite que se customize quais características são desejáveis. O cliente pode escolher 3, entre de produção e morfológicas, e o sistema, conforme os animais disponíveis no banco de dados, seleciona os pais para que as características sejam identificadas. Claro, as fêmeas foram todas genotipadas e os machos são oriundas de central, onde estas informações já são disponibilizadas.

Este produtor, Egon Krüger, tem uma propriedade não muito extensa, a Chácara Cristalina, que fica dentro na Colônia Witmarsum, perto de Curitiba. A propriedade foi adquirida por seu avô, Peter Krüger, na década de 50, quando membros de origem menonita, adquiriram uma fazenda inteira (Fazenda Cancela) e dividiram em parcelas entre as famílias deste grupo. Peter já era conhecido pelo melhoramento genético que realizava no rebanho e, tornou-se referência em qualidade de bovinos holandeses começando a comercializar reprodutores. Seu filho, Heinrich Krüger, ampliou o rebanho, e hoje a 3ª geração representada por Egon, buscou excelência no rebanho. Utilizando seus conhecimentos adquiridos como técnico agrícola, banhada na imensa experiência da vivência da rotina diária de manejo de gado de leite, aliada a expertise acumulada de seus ancestrais, colocou o rebanho em destaque nacional. Acumulando prêmios há décadas, o rebanho da Chácara Cristalina foi destaque nacional quando conseguiu ter a primeira vaca EX95 do Brasil.

A internet hoje é uma realidade no campo e tende a crescer. Afinal, em 2008, 33% das casas tinham acesso discado; em 2013, caiu para 7%. Já o acesso móvel através do sistema 3G, que nem aparecia na pesquisa, hoje está em 27% dos domicílios rurais do país. Estas informações, aliada ao fato que Egon precisava ampliar suas perspectivas, para comercialização, o convenceu a acatar a proposta.

Desta oportunidade nasceu a Cristal Genétics, além de permitir a comercialização de animais há também a opção de embriões, concebidos a partir da demanda do cliente. O sistema foi concebido e está operando pelo portal www.CristalGenetics.com.br

Com o lançamento do projeto (Ideas for Milk), novamente atormentei o Egon. Apesar de ter o portal funcionando plenamente, acreditava que muito mais poderia ser desenvolvido. Ele tem um rebanho limitado, até pela área de produção ser restrita, o banco de dados se torna restrito. Ele poderia disponibilizar mais animais, desde que fossem de rebanhos que atendessem as mesmas características genéticas e sanitárias. Uma rápida discussão foi o suficiente para que ele também enxergasse novas possibilidades.

A nova ideia foi de capilarizar o potencial do portal CristalGenetics, em outras regiões, podendo assim, ampliar a produtividade em outros rebanhos. Além disto, permitir que os animais sejam comercializados diretamente com os produtores, que poderão especificar quais as características são desejadas para o reprodutor.

Na atual formatação, somente os animais da Chácara Cristalina podem ser inseridos no banco de dados, não há a opção indicar as informações de um touro (um exemplo já solicitado, o Sansão, para coleta de embriões), mas como a alternativa inserir não está disponível, o cliente não consegue testar o acasalamento. Hoje, somente o desenvolvedor pode acessar o portal e detalhar as informações de outros animais, que não estejam catalogados.

Além disto, a nova proposta pretendia transformar o que apenas está em HTML, em aplicativo. Como citado, a forma de acesso mais usual, no meio rural, é por utilizando a conexão 3G, normalmente em celular. Pretende-se transformar a versão WEB para aplicativo. Neste, outras informações, como características de conformação e produção, podem ficar disponíveis mesmo no formato of line. Facilitando assim, que o produtor possa acessar informações mesmo sem estar conectado à internet.

Outro anseio é conseguir inserir rebanhos, de outros produtores que possuem as mesmas características, inclusive sanitárias, para a base de dados. Isto, além de ampliar o número de animais proporcionará que mais produtores também possam se beneficiar deste meio de comercialização. Atualmente, outros pecuaristas da Colônia também comercializam animais, mas de modo convencional. As propriedades estão localizadas num perímetro conhecido, dentro de área de fácil acesso e grande controle sanitário.

Caso o sistema seja adequado, não somente os animais com foco em comercialização poderão utilizar o sistema. Rebanhos que o proprietário queira identificar, caso suas fêmeas esteja genotipadas e as características inseridas no portal, quais seriam os melhores reprodutores a serem inseridos no rebanho com foco no melhoramento genético.

Infelizmente a Cristal Genetics não ficou na primeira colocação. Mas a possibilidade de participar de um processo como este, discutir com alguns atores do segmento, impulsionou o que era uma breve possiblidade de ampliação, ao menos para mim, em uma forte possibilidade e, em breve, este novo serviço deve ser disponibilizado para mais produtores. A versão em aplicativo já foi concebido, por enquanto somente em androide e sem possiblidade de inserção de dados pelo cliente, mas o novo sistema já está sendo trabalhado e deve ser lançada em breve.

Oportunidades e aprendizados: não devemos nunca fechar portas. Podemos e acho até que “devemos” estar abertos sempre. Conhecer o novo, proporcionar conhecimento, trocar experiências e contribuir com o desenvolvimento do agro nacional. Os profissionais do setor agropecuário precisam fomentar uma relação mais próxima com este segmento, para que as iniciativas sejam adequadas às necessidades. O mundo está conectado, as fronteiras hoje são muito tênues, há tantas tecnologias, sensores, sistemas, etc., já criados, talvez precisemos conhecer mais e também nos conectar com estes especialistas.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Tecnologia
Palavras-chave

 
06/02/2017
Show Rural Coopavel 2017
Cascavel - PR
06/03/2017
Expodireto Cotrijal 2017
Não-me-Toque - RS
06/04/2017
IV Encontro Nacional da Soja
Londrina - PR
18/04/2017
IV Congresso Brasileiro de Bioética e Bem-estar Animal
Porto Alegre - RS
01/05/2017
Agrishow 2017
Ribeirão Preto - SP
29/08/2017
11º Congresso Brasileiro do Algodão
Maceió - AL

14/01/2017
II Oficina de Irrigação e Drenagem no Cultivo Doméstico
Piracicaba - SP

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada