dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     24/09/2017            
 
 
    

http://www.diadecampo.com.br/arquivos/image_bank/especiais/Peche_junho_17_ARTIGOS_2017626113437.jpg

No contexto de uma “nova fruticultura”, o foco está na construção e perenidade de ambientes produtivos. A exploração econômica da fruticultura é uma estratégia para viabilizar a ocupação e uso do espaço produtivo com muita racionalidade e visão de futuro. A fruta é produto evidente, mas resultante de um conjunto de diretrizes com objetivo fundamental de qualificar e tornar mais eficiente a condição agronômica da área.

A implantação de pomares conservacionistas passa por duas formas de compreender o espaço produtivo. Uma voltada para o espaço físico e outra para o espaço conceitual. A mecanização com base no espaço físico trata questões concretas com a área, com rendimento, época e tempo de execução, quantidade e tipos de máquinas. A mecanização com base no espaço teórico ou conceitual trata questões ligadas ao conhecimento de uma condição agronômica ideal e estratégias operacionais para obtenção de um ótimo desempenho produtivo das fruteiras.

A mecanização conservacionista tem como objetivo o emprego adequado dos equipamentos e máquinas agrícolas, para promover transformação no sentido de diminuir a vulnerabilidade do pomar às chuvas torrenciais, às secas prolongadas, às perdas de resiliência e supressividade. As operações são voltadas para otimização e viabilidade das tecnologias disponíveis com a racionalização dos custos e a preservação dos recursos naturais.
A implantação de pomares é realizada em quatro etapas: o planejamento operacional, a sistematização, o condicionamento e plantio.

O planejamento operacional começa com a interpretação do projeto agronômico para implantação do pomar. Da proposição do desenho de ocupação e manejo é de onde saem as orientações e parâmetros técnicos para definir a qualidade e detalhes da execução das diferentes operações agrícolas. É nesta etapa que são definidos prazos, máquinas a serem utilizadas, equipe e estratégias de execução.

A sistematização é a etapa caracterizada pela mobilização do solo no sentido de reconstruir ou redesenhar a ocupação do espaço. As operações desta etapa constroem o verdadeiro “leito de implantação” ou seja são operações de adequação técnica para à distribuição dos talhões e construção de obras conservacionistas (terraços, corredores, carreadores, pátios etc.) Para sistematização é utilizada máquinas como escarificadores, arados, grades, terraceadores, plainas etc.
 
A etapa de condicionamento é caracterizada por operações que tem como objetivo promover adequações ou ajustes nas propriedades do solo. Elas tem foco nos principais fatores determinantes da condição produtiva. São operações mecanizadas relacionadas com aplicação de corretivos e fertilizantes, incorporação profunda, semeadura e manejo de plantas de cobertura ou de adubos verdes.

As operações mecanizadas do plantio envolvem máquinas para transporte de insumos e mudas, manejo de fitomassa, sulcagem ou coveamento, fertilização de base e posicionamento das mudas.

A mecanização conservacionista na implantação de pomares compreende uma gestão integrada de conhecimentos e tecnologias preservando o objetivo fundamental de redesenhar o espaço produtivo para melhorar e tornar mais eficiente o uso do solo, água, atividades biológicas, longevidade e perenidade produtiva do pomar.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Vicente de Jesus CarvalhoDia de c
29/06/2017 - 22:51
Dia de Campo técnica de Israel e eu tive a honra de organizar primeiro em São~Paulo (Pindamonhangaba)E algum tempo depois tive a oportunidade de expor o trabalho e um curso de Extensão em Israel e como conseguimos reunir mais de 500 pessoas de São Paulo - Minas Gerais e do Estado Rio .Os Judeus elogiaram o nosso aprendizado

Para comentar
esta matéria
clique aqui
1 comentário

Conteúdos Relacionados à: Fruticultura
Palavras-chave

 
21/10/2017
Dia de Campo Sistemas Integrados de Produção Agropecuária
Sete Lagoas - MG
23/10/2017
Semana Nacional de Ciência
Petrolina - PE
24/10/2017
XXII Reunião Nacional de Pesquisa de Girassol (RNPG) e o X Simpósio Nacional sobre a Cultura do Girassol
Lavras - MG

28/09/2017
Curso Integração Lavoura-Pecuária-Floresta
São Carlos - SP
23/10/2017
Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Morango - PIMo
Jaguariúna - SP
21/11/2017
Curso de processamento de mandioca
Cruz das Almas - BA

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada