dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     03/07/2020            
 
 
    
Recursos Hídricos      
Emater-DF realiza trabalho de uso racional da água para irrigação
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Emater-DF
18/10/2017

Uma economia de aproximadamente 30 mil litros de água por dia. Esse foi o resultado que o agricultor Francisco de Sousa obteve com a simples troca dos bicos dos aspersores que irrigam sua lavoura de repolho e brócolis para bicos de menor vazão. A ação da Emater-DF no Núcleo Rural Rio Preto visa contribuir para o uso racional da água na agricultura.

Ao notar que a maioria dos agricultores da região utilizavam em seu sistema de irrigação os bicos de aspersores de maior vazão, o agrônomo e extensionista rural da Emater-DF, Márcio Machado, propôs um teste: reduzir a vazão da água no aspersor e continuar o mesmo tempo de irrigação. O resultado foi economia de água e energia sem comprometer o desenvolvimento do plantio. “Eu não estava nem acreditando, mas quando ele mostrou, eu acreditei”, disse Francisco.

Segundo Márcio, quando se fala em irrigação por aspersão, o mais comum é o aspersor de bico longo verde, de vazão aproximada de 2.430 litros por hora. Quando trocado pelo de bico longo preto, que tem a vazão aproximada de 1.100 litros por hora, mantendo o mesmo tempo, pressão e a mesma área de irrigação, a economia é de 1.330 litros por hora por equipamento.

“Com o bico de maior vazão eu usava uma linha com cinco aspersores ligados por 20 minutos. Agora, com o mesmo tempo uso duas linhas, totalizando 10 aspersores por vez”, comemora o agricultor, que trocou 25 bicos em toda sua propriedade e diminuiu o tempo de irrigação total de 1h40 para 50 minutos. Essa redução refletiu no seu reservatório que secava de duas a três vezes no dia e hoje não secas mais. “Saiu barato e sei que vai gerar economia de água e de energia”, afirma.

Para o extensionista, os agricultores futuramente também terão economia no consumo dos insumos. “Quando há um excesso de água na irrigação, há um aumento de certas pragas, o que gera um maior uso de agrotóxicos e de adubação na plantação”, explica Márcio. Ele ainda ressalta a importância do processo ser orientado por um profissional com experiência em irrigação que possa otimizar o sistema sem prejudicar o plantio.

A Emater-DF já realizou essa ação em outras 10 propriedades na região. O próximo passo será a implantação do Irrigas, um aparelho simples que auxilia o agricultor a medir a quantidade de tempo que é necessário irrigar a sua lavoura. Essa ação vai complementar o trabalho de ajuste de irrigação das propriedades atendidas no Núcleo Rural Rio Preto.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Notícia
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada