dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     13/12/2017            
 
 
    
Agricultura Familiar  
Em SC, associativismo traz competitividade no campo
Cooper vive hoje seu momento mais importante, com incremento de até 20% na renda de seus associados
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Epagri
16/11/2017

Unir forças é um princípio já seguido há muito tempo na produção agrícola, principalmente na agricultura familiar. Quando grupos de pequenos produtores se juntam, ganham em volume de produção, diversidade, redução de custos e maior poder na hora de negociar parcerias. Um desses bons exemplos de cooperativismo é o trabalho de uma associação no Vale do Itajaí, em Santa Catarina, que aposta em frutas, verduras e legumes.

A ASPI, Associação de Produtores de Hortaliças de Indaial, tem hoje 14 famílias associadas. Nelson Pedro Minatti, conselheiro, fala sobre a rotina logo no começo do dia na central de distribuição. “Fazemos o recebimento dos produtos vindos direto do campo e em seguida despachamos aos pontos de venda nos municípios de Blumenau, Indaial, Rodeio e Ibirama”, explica Minatti.

A ASPI integrou um projeto estruturante, apoiado pelo Programa SC Rural. O foco é melhoria da competitividade e humanização da mão de obra familiar. O principal objetivo era adequar o galpão para ser a central de distribuição, além de equipar o espaço com rampa niveladora, caixas para embalagem e outros equipamentos. Uma ajuda essencial que permitiu às famílias atenderem redes de supermercado e cooperativas. “A sobrevivência dos pequenos está nessa organização, fazendo com que eles se tornem competitivos com os grandes. Assim eles podem apresentar volume de produção no mercado”, completa Minatti.

Rodrigo Kurek, produtor rural e associado, destaca outros benefícios do associativismo. “Um fato importante é a redução de custos. Se cada produtor tivesse que colocar seu caminhão, embalagens, caixas, seria tudo mais caro. Sem contar a troca de informações sobre preço, quantidades, manejo da cultura, tudo muito importante para nós”, diz Kurek.

Esta associação foi criada em 1999, motivada pela Epagri e incentivada por uma cooperativa da região, a Cooper. Hoje, vive seu momento mais importante, com incremento de até 20% na renda de seus associados. E melhor, seguindo em busca de mais famílias para fortalecer ainda mais esse sistema colaborativo de ajuda mútua na agricultura familiar.

Esta reportagem também está disponível em vídeo. Confira aqui.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Cooperativismo
Palavras-chave

 
22/11/2017
Curso de Metodologias para Determinação da atividade microbiana do Solo
Londrina - PR
14/03/2018
V Simpósio de Produção Animal e Recursos Hídricos - V SPARH
São Carlos - SP

21/11/2017
Curso de processamento de mandioca
Cruz das Almas - BA

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada