dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     14/12/2018            
 
 
    
   
Aplicativo ajuda agricultor a escolher as cultivares de milho mais adequadas
Produtor recebe recomendações de cultivares na palma da mão
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Guilherme Viana, Embrapa Milho e Sorgo
11/09/2018

O Doutor Milho Cultivares, nova versão do aplicativo voltado a auxiliar produtores do cereal, foi aprimorado e agora é capaz de recomendar a cultivar mais indicada para cada objetivo e região produtora. A novidade permite consultas sobre os materiais disponíveis no mercado a partir de um banco de dados que reúne informações técnicas cedidas pelas empresas sementeiras. Dessa forma, o usuário poderá ter acesso a informações como potencial produtivo de cada cultivar, estabilidade de produção e resistência a pragas e doenças, entre outras. A nova versão é mais abrangente e atualizada e disponibiliza dados de características agronômicas e de doenças de todas as 298 cultivares disponíveis no mercado para a safra 2017/2018 (verão e safrinha).

“Com isso, o produtor poderá conhecer as mais modernas tecnologias de sementes de milho, facilitando a escolha da cultivar mais adequada às suas condições de clima e solo e ao objetivo de uso (grãos, silagem etc)", diz o pesquisador Israel Alexandre Pereira Filho, da Embrapa Milho e Sorgo (MG). O cientista explica que a equipe desenvolvedora pretende alimentar constantemente o aplicativo com informações sobre novos lançamentos de cultivares. O Doutor Milho Cultivares é gratuito e pode ser baixado nas versões para Android e iOS.

Por meio de filtros, o programa permite que o produtor selecione as características de sua lavoura, como o estado da federação em que se encontra a propriedade e a finalidade do plantio: milho em grão, silagem, milho verde, etc. Ele deve fornecer ainda a época de plantio (primeira safra  ou safrinha), se pretende plantar milho precoce ou tardio, o nível de tecnologia empregado em sua lavoura e, por fim, se pretende utilizar sementes convencionais ou transgênicas.

O software, então, seleciona as cultivares mais adequadas de acordo com os parâmetros fornecidos e apresenta esse grupo ao usuário. "O produtor poderá analisar cada um dos materiais sugeridos pelo Doutor Milho. Clicando em 'Detalhes', ele terá informações como a empresa que desenvolveu a cultivar e todas as características agronômicas da planta. Na janela 'Outras doenças', o usuário terá informações sobre a resistência das cultivares selecionadas", esclarece Pereira, ressaltando que a tecnologia foi desenvolvida com o apoio de produtores de sementes e de agricultores que testaram e aprovaram a nova versão.

Segundo o pesquisador Alexandre Martins Abdão dos Passos, que também integra a equipe, a informação rápida e de qualidade é atualmente o principal insumo da agricultura. “A Embrapa tem apresentado um portfólio de soluções tecnológicas em formato de aplicativos para auxiliar o produtor nas tomadas de decisão de forma assertiva. A nova versão do Doutor Milho apresenta uma valiosa ferramenta para o produtor na escolha de cultivares de milho – híbridos e variedades – alinhada com o módulo de práticas de manejo da cultura no mesmo aplicativo”, explica.

O lançamento da nova ferramenta digital acontece durante o 32o Congresso Nacional de Milho e Sorgo, um dos principais eventos técnico-científicos ligado às cadeias produtivas dos dois cereais, realizado em Lavras (MG), de 10 a 14 de setembro.

Evolução
A primeira versão do aplicativo, lançada em fevereiro de 2017, apresenta um módulo para a identificação da fase de desenvolvimento da planta de milho (fenologia). Fotografias e ilustrações mostram as principais ações a serem adotadas, sejam relacionadas ao manejo da cultura e ao controle de pragas, doenças e plantas daninhas, sejam relacionadas à finalidade do plantio: milho verde, silagem ou grão. Somente nos celulares que utilizam o sistema operacional Android foram registradas mais de dez mil instalações até o momento.

Além dessas funcionalidades da primeira versão, o novo módulo permite o acesso, rápido e simples, à relação das cultivares disponibilizadas pelas empresas produtoras de sementes. Pereira Filho explica que não há uma única cultivar que possa ser considerada a melhor. Por isso, o aplicativo indica um grupo de materiais para que o produtor possa escolher. "Em função da 'tecnologia embarcada' na semente, o seu preço impacta consideravelmente o custo de produção. Portanto, a escolha da cultivar deve atender a necessidades específicas, pois não existe um material que possa proporcionar seu máximo potencial produtivo sem que sejam levadas em consideração todas as situações regionais”, resume.

O levantamento das cultivares de milho em cada safra agrícola é feito anualmente pela Embrapa Milho e Sorgo. As informações são obtidas diretamente das empresas detentoras dos materiais disponíveis no mercado e registrados no Registro Nacional de Cultivares do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A cada ano, as empresas indicam suas listas de novas cultivares (híbridos ou variedades) que irão fazer parte do mercado de milho para a safra agrícola seguinte. O aplicativo permite, dessa forma, o acesso dos usuários a esse levantamento, além de disponibilizar informações estratégicas sobre pragas, doenças e plantas daninhas.

Próximos passos
Pereira informa que o aprimoramento do Doutor Milho continua e as futuras versões deverão incorporar orientações sobre a plantabilidade da cultura. "Pretendemos fornecer recomendações como densidade, espaçamento, profundidade do plantio e várias outras, sempre considerando as características locais e os objetivos do agricultor," declara o pesquisador. Em etapas futuras, a equipe pretende inserir uma versão específica sobre adubação e controle de plantas daninhas.

Rede ILPF
O aplicativo Doutor Milho Cultivares foi desenvolvido pela Embrapa Milho e Sorgo e conta com a promoção da Rede ILPF, uma parceria público-privada entre a Embrapa, a Cocamar, Dow AgroSciences, John Deere, Parker e Syngenta que tem como objetivo fomentar e incentivar a adoção dos sistemas ILPF pelos produtores brasileiros. Por meio das ações financiadas pela Rede, são mantidas 107 Unidades de Referência Tecnológica de ILPF em todo o País. Também são realizadas capacitações e treinamentos, eventos como dias de campo, visitas técnicas, simpósios, entre outros.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Tecnologia
Palavras-chave

 
13/12/2018
IV Simpósio de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta do Estado de São Paulo
Brotas e Piracicaba - SP
14/12/2018
Treinamento sobre a Importância Atual dos Nematoides do Milho no Brasil
Piracicaba - SP
21/01/2019
31ª Jornada de Atualização em Agricultura de Precisão
Piracicaba - SP
21/01/2019
31ª Jornada de Atualização em Agricultura de Precisão
Piracicaba - SP
08/02/2019
Oficina de Utilização de Aeronaves Remotamente Pilotadas (RPA - Drones) Para a Agricultura
Formosa - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada