dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     05/07/2020            
 
 
    

Ao adquirir um cavalo ou iniciar uma criação de eqüinos, o proprietário deve preocupar-se com o bem-estar de seus animais para que eles desempenhem de forma natural sua função no trabalho das fazendas ou nas competições do segmento. Começar com um planejamento organizacional da hípica e o estabelecimento de um calendário sanitário é o início do processo que garantirá ao criador o sucesso em seu empreendimento.

Inicialmente, é preciso atentar para um ambiente espaçoso, o que promoverá o conforto do animal. As cocheiras devem ter dimensões suficientemente grandes, permitindo uma boa circulação de ar, evitando o excesso de umidade, altas concentrações de gás carbônico e poeira, além de contribuir com a termorregulação do organismo do animal. 

Outro detalhe importante é a escolha das portas das cocheiras. Elas facilitam a ventilação e a iluminação dos estábulos. O contato do animal com o ar livre diminui a incidência de doenças respiratórias, além de aliviar o tédio dos cavalos e, consequentemente, os vícios de estabulação. O cocho deve ser arquitetado de forma que suas dimensões dificultem a ocorrência de ferimentos e permita uma boa preservação do animal. Sendo assim, os materiais ideais para a estrutura são a alvenaria, fibra de vidro e plástico. 

A cama do cavalo precisa ter bom acolchoamento, possuir absorvência, não fazer poeira, não ser palatável e/ou abrasiva e, ainda, deve cobrir as laterais inferiores da parede. Dentre os materiais disponíveis, a maravalha está mais próxima do ideal por facilitar o manejo. A troca da cama deve ser feita diariamente.

Uma boa limpeza impede a proliferação de parasitas, insetos e organismos nocivos que causam doenças em cavalos. O estábulo deve ser varrido e os restos de alimento, terra, areia e cama devem ser removidos todos os dias mantendo o ambiente limpo. A água para o consumo deve ser sempre limpa. A escovação da pelagem é outro hábito que traz benefícios à sanidade dos equinos, pois permite a eliminação de ovos de parasitas. 

Já a coleta de esterco é o método mais eficaz para prevenir problemas. Tanto os excrementos sólidos quanto líquidos devem ser retirados no mínimo duas vezes ao dia e separados em sacos para posterior eliminação. Uma técnica de manejo bastante recomendada é o gradeamento. A ideia é desmanchar os montes de dejetos e destruir os ovos de parasitas ao expô-los aos elementos naturais.

"Uma técnica de
manejo bastante
recomendada é
o gradeamento"


Alessandro Orsolini,
da Merial Saúde Animal


A vacinação é a maneira mais eficaz para combater e infecprecaver moléstias ciosas nos equinos. A aplicação programada protege os animais em longo prazo contra novas agressões. No entanto, esta defesa acaba se uma nova dose não for aplicada. O planejamento de um calendário sanitário auxilia neste sentido, pois a vacinação é uma ação periódica. Quando feita de forma coletiva e preventiva permite a limitação da proliferação viral, evitando perdas econômicas ao criador e a morte de animais. A ação deve ser realizada sob a supervisão de um médico veterinário pois só este profissional saberá enfrentar eventuais situações adversas. 

Outro problema sanitário e desafiador é o controle de verminoses. Todos os equinos são vítimas em potencial, sendo os potros a categoria mais prejudicada. A eliminação constante de ovos nas fezes determina uma intensa contaminação de pastagens e instalações. É importante observar a eficácia dos vermífugos. Ao escolhê-lo, o criador deve estar atento a amplitude da margem de segurança, espectro e grau de dificuldade na aplicação.

Ao programar as dosificações para o controle dos helmintos deve ser levado em consideração a população de cavalos, a lotação utilizada, idade, sexo e a carga parasitária. A rotação de pastagem e manejo do esterco deve ser coordenada com o programa para que o mesmo seja efetivo.

O inimigo mais prejudicial entre todos os parasitas internos é o grande estróngilo, uma categoria de vermes que se alimenta do sangue do cavalo e afeta principalmente o intestino e paredes das veias e artérias. O ciclo de vida deste helminto começa no interior do cavalo, quando um adulto coloca seus ovos no intestino grosso do animal. Os ovos microscópicos saem do cavalo por meio das fezes.

Ao eclodir dos ovos, os pequenos vermes ainda não representam perigo. No entanto, em menos de uma semana (ou mais tempo durante a época de frio), os parasitas se tornam larvas e estão em um estágio que permite a sua volta ao hospedeiro (o cavalo). Esta volta se dá pela alimentação, pois costumam ir para as extremidades das folhas de grama sendo ingeridos durante o pastejo do cavalo. Um tratamento adequado possibilita aos equinos o alcance máximo de seu desempenho potencial e, principalmente, em casos de animais atletas, reduz a incidência de cólicas verminóticas. Em potros, o tratamento permite um crescimento harmonioso, contínuo e compatível com os padrões raciais.
 
Nas éguas, o principal objetivo do tratamento das matrizes é reduzir a contaminação dos potros. É fundamental que o produto escolhido para a égua gestante não cause risco de vida ao feto, sendo bem tolerado e aceito pela mãe.

A aplicação destes métodos na criação pode ser decisiva na performance dos cavalos. Os criadores encontram no manejo todas as ferramentas para que sua criação prosp
Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Eduvale
31/08/2015 - 11:57
Muito bom

Iasmin Oliveira
06/04/2016 - 18:32
Muito bom o site me ajudou a fazer um seminário sobre o manejo sanitário e suas implicações na criacão de equino .Parabéns

Para comentar
esta matéria
clique aqui
2 comentários

Sanidade Animal - Artigos já Publicados

Sanex
Ambiência: uma preocupação da avicultura brasileira
16/02/2012

Ourofino
A importância do consumo da carne vermelha
02/02/2012

Sanex
Criação de bezerras: Como prevenir diarreias e melhorar resultados com o uso de eletrólitos
05/01/2012

Sanex
O uso dos eletrólitos na produção de aves
01/12/2011

Ourofino
Novos desafios da produção leiteira
24/11/2011

Sanex
Ácidos orgânicos e Salmonella
06/10/2011

Ourofino Agronegócio
Doença respiratória de bovinos
20/09/2011

Sanex
Práticas de acidificação em água e ração
30/08/2011

Ourofino Agronegócio
Confinamento bovino
09/08/2011

Ourofino Agronegócio
Febre do leite
12/07/2011

Ourofino
Boas práticas de vacinação
19/04/2011

Ourofino
Berne/Dermatobiose (Dermatobia hominis)
01/03/2011

Ourofino Agronegócio
Stomoxus calcitrans: mosca dos estábulos
19/01/2011

Novartis
Efeitos das parasitoses sobre a reprodução bovina
17/01/2011

Ourofino
Boas práticas de ordenha
07/12/2010

Novartis
Mosca-do-estábulo: problema em área rural
05/11/2010

Ourofino
Um mal silencioso
25/10/2010

Novartis
Controle do carrapato: por que se deve “quebrar” as gerações?
01/10/2010

Ourofino
Controle estratégico da verminose dos bovinos
23/09/2010

Syntec
Utilização de maleato de acepromazina em laminite
08/09/2010

Novartis
O médico veterinário e a área comercial
02/09/2010

Merial Saúde Animal
Controle parasitário em bovinos leiteiros - Parte II
01/09/2010

Ourofino
Planejamento e organização de medicamentos contribuem no combate às doenças no rebanho
25/08/2010

Ourofino
IATF: um atalho para maior produtividade
12/08/2010

Merial
Programa de Controle Parasitário Estratégico Integrado das Parasitoses
11/08/2010

Syntec
Importância da gentamicina no tratamento de mastite em búfalas
10/08/2010

Novartis
Problemas causados por roedores em áreas rurais
30/07/2010

Syntec
Importância da diarreia em bezerros
28/07/2010

Ourofino
Pneumonia Bovina
21/07/2010

Tortuga
Produção de volumoso
19/07/2010

Novartis
O teste de sensibilidade aos carrapaticidas e suas vantagens
12/07/2010

Vallée
Qualidade do Leite
08/07/2010

Novartis
Produção Animal: Bases Fisiológicas da Produtividade
16/06/2010

Merial
Controle parasitário em bovinos leiteiros - parte I
15/06/2010

Ourofino
Manejo Sanitário na seca: momento decisivo!
08/06/2010

Syntec
Considerações sobre as cirurgias abdominais com equino em posição quadrupedal
02/06/2010

Pfizer
Diarreia neonatal: inimiga do bezerro, prejuízo para o produtor
27/05/2010

Vallée
Intoxicação em animais domésticos
21/05/2010

Merial Saúde Animal
Época da desmama exige cuidados sanitários e de manejo
18/05/2010

Novartis
Resistência aos carrapaticidas: um fantasma recorrente
14/05/2010

Novartis
Problemas causados pelas moscas domésticas na produção animal
11/05/2010

Pfizer
Importância do controle estratégico e integrado de parasitas
07/05/2010

Ourofino
Qualificação no campo contribui para a prevenção da mastite
04/05/2010

Syntec
O que é Síndrome Metabólica Equina?
30/04/2010

Vallée
Uso correto de vacinas e vacinações
23/04/2010

Merial
Controle de clostridioses em confinamento
19/04/2010

Ourofino
A sanidade no foco das discussões
16/04/2010

Syntec
Artrite infecciosa (Artrite Séptica): Uma ameaça para equinos atletas
12/04/2010

Pfizer
Doenças infecciosas em suínos
07/04/2010

Novartis
Fundamentos da mastite bovina e seus impactos na produção
06/04/2010

Vallée
Como tratar e identificar a Tristeza Parasitária Bovina
30/03/2010

Ourofino
Mastite bovina: Higiene pode evitar a doença
12/03/2010

Pfizer
Controle da coccidiose em aves evita queda de produção
11/03/2010

Syntec
Cesárea em vacas: Sim ou Não?
10/03/2010

Vallée S.A
Manejo do Neonato
08/03/2010

Merial Saúde Animal
Casos subclínicos de mastite podem colocar em risco sanidade do rebanho
24/02/2010

Novartis
Espiroquetose Intestinal Aviária: Uma realidade brasileira
23/02/2010

Ourofino
Um problema ambiental chamado Stomoxys Calcitrans (Mosca dos Estábulos)
15/02/2010

Syntec
Treinamento sob Tranquilização. É possível?
12/02/2010

Pfizer
Selante interno: ferramenta importante no controle da mastite
08/02/2010

Vallée S/A
Verminoses causam grandes prejuízos ao produtor
30/01/2010

Tortuga
A importância da utilização da oxitetraciclina na clínica veterinária
29/01/2010

Novartis
Efeitos na produção e controle das para das parasitoses bovinas
23/01/2010

Real H
Otimizando a atividade leiteira através da Homeopatia Populacional
19/01/2010

Merial
Controle da Bronquite Infecciosa nos plantéis aviários brasileiros ainda é um desafio
18/01/2010

Pfizer
Doenças reprodutivas causam perdas em gado de corte
08/01/2010

Vallée
Clostridioses em Bovinos
22/12/2009

Novartis
Moscas domésticas: um risco subestimado à produção
22/12/2009

Ourofino
A importância da estação de monta no sistema de produção de bovinos de corte
22/12/2009

Pfizer
Um bom começo
10/12/2009

Merial
Ingestão de colostro pelos leitões é o primeiro passo para uma perfeita resposta imune
09/12/2009

Ourofino
Prejuízo com mosca-dos-chifres no rebanho brasileiro pode chegar a US$ 150 milhões por ano
03/12/2009

Novartis
Medicação via água na Suinocultura
03/12/2009

Pfizer
Inseminação Artificial em Tempo Fixo aumenta produtividade em fazendas
11/11/2009

Merial
Calendário sanitário nas fazendas garante lucro, eficiência e bem-estar animal
23/10/2009

Novartis
A importância do controle das verminoses
23/10/2009

Ourofino
Clostridioses
21/10/2009

Conteúdos Relacionados à: Sanidade Animal
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada