dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     07/07/2020            
 
 
    
Produtos e serviços  
Embrapa apresentará novo software para análise de couros e peles
Pesquisa também viabiliza eliminação de metais pesados no curtimento
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Jorge Reti
30/09/2010

Um novo software de análise digital, para detecção e análise de defeitos de couros bovinos, será apresentado nesta quinta-feira (dia 30.9), às 14 h 30, em Brasília, no auditório do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O software tem como objetivo definir padrões de análise de defeitos de couros animais e é resultado de pesquisa realizada em âmbito nacional por três centros de pesquisa da Embrapa - Embrapa Gado de Corte (Campo Grande, MS), Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos, SP), Embrapa Pecuária Sul (Bagé,RS) - e Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande, com suporte financeiro da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep, do Ministério da Ciência e Tecnologia).

O ecólogo Manuel Jacinto, pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste - que apresentará a novidade durante o Fórum - diz que a nova tecnologia poderá compor um equipamento de classificação que irá substituir a avaliação subjetiva hoje realizada pelo técnico do curtume. Além do equipamento, será necessário promover a rastreabilidade das informações, para que seja possível premiar os pecuaristas que entregarem animais com pele de boa qualidade.

Atualmente, o criador não recebe maior remuneração com a pele de qualidade. E na transação entre o frigorífico e o curtume, o pagamento é feito apenas por peça, sem qualquer adicional de qualidade.

O evento é promovido pelo Fórum de Competitividade da Cadeia Produtiva de Couros, Calçados e Artefatos, ligado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, com participação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Embrapa e Universidade Católica Dom Bosco.

Curtimento sem metais pesados
Manuel Jacinto está também desenvolvendo pesquisa em curtimento de peles, sem a utilização do cromo, metal mais utilizado nesse processo. Neste trabalho da Embrapa, os taninos naturais (como derivados da acássia) e os taninos sintéticos (produtos químicos de baixo impacto ambiental) substituem o cromo. Isto resulta num processo com menor impacto ambiental e num produto final, o couro curtido, de qualidade, com boa maciez, com bons índices de resistência à tração e de resistência ao rasgamento, que são alguns dos principais itens para avaliar a qualidade do produto.

Além desses cuidados no processamento industrial, um couro só apresentará boa qualidade se o pecuarista adotar as boas práticas agropecuárias, como prevenir a infestação de carrapatos e bernes nos bovinos, marcar os animais nas regiões adequadas, usar cercas lisas (sem arame farpado) e manter a estrutura dos currais sem pregos ou pontas salientes e cortantes. Também a raça tem influência na qualidade do couro.

O pesquisador da Embrapa Pecuária Sudeste pondera que os graves impactos ambientais causados pelo uso do cromo representam um problema em todo o mundo. E lembra que o produto ainda é usado por apresentar, até agora, custo inferior aos taninos naturais e sintéticos. “Mas ainda assim, muitas empresas utilizam tanino em pó derivado da acássia. Os metais pesados terão de ser substituídos, pois  a pressão do consumidor europeu e de outras regiões resultará, a qualquer momento, em restrições por parte dos países importadores”, diz o pesquisador.
 
Reuso de água e dos produtos químicos
A pesquisa desenvolvida na Embrapa mostrou ainda a viabilidade de reduzir significativamente o uso de água e dos produtos para o curtimento, por meio do reuso, pois já há no mercado produtos e equipamentos para esse fim. A água é tratada e volta limpa para o processo de curtimento. O resíduo sólido - na forma de lodo, constituído principalmente por pelos e proteínas - não volta ao processo e deverá ser objeto de pesquisa, para verificar sua possível utilização como adubo para a agricultura.

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Pecuária
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada