dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     17/11/2017            
 
 
    

A chuva mansa que cai na manhã de sábado enquanto redijo este artigo me leva a reflexões inquietantes quanto aos rumos hídricos futuros. Certamente estamos todos estarrecidos com tantas catástrofes naturais que têm assolado o Brasil como as que ocorreram no Estado do Rio de Janeiro, as enchentes no Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Maranhão etc., contrastando com a seca no sul do Rio Grande do Sul. Sem esquecer a tragédia que abateu o povo japonês com terremotos e tsunamis seguidos de incêndios.

A água, cujo simbolismo remete à vida, nestes casos significou destruição e morte. Mas há ainda outras situações em que a água silenciosamente também significa problemas, inclusive para a saúde humana, e pode até matar. É o caso das águas contaminadas por esgoto, por efluentes industriais, por produtos químicos na mineração e por agrotóxicos, entre outros.

Diferentemente das catástrofes naturais, estas situações podem ser prevenidas e gerenciadas pelo homem. Políticas públicas, fiscalização e prevenção no agir podem impedir que represas, como Billings e Guarapiranga, na cidade de São Paulo (SP), sejam tomadas por algas e cianobactérias, por exemplo, comprometendo a qualidade da água para o abastecimento.

A iniciativa de empresários pode impedir a contaminação de cursos d’água e do subsolo por efluentes industriais. Na agricultura, alternativas no manejo e uso racional de agrotóxicos no cultivo bem como a manutenção das zonas ripárias dos rios podem minimizar a contaminação das águas superficiais e subterrâneas – e do solo. A prevenção, o monitoramento e a remediação das contaminações dos recursos hídricos são responsabilidades da iniciativa privada e do poder público, podendo ser feitas com a aplicação de tecnologias. Equipamentos para limpeza dos contaminantes oriundos de postos de combustíveis, comprovadamente maior problema de contaminação das cidades, contribuem para um meio ambiente subterrâneo menos poluído, incluindo as águas. Outras tecnologias podem monitorar a proliferação de algas, a vazão dos rios e também de reservatórios, prevenindo acontecimentos prejudiciais à saúde das águas e, consequentemente, da população.

Universidades e iniciativa privada pesquisam, desenvolvem e disponibilizam tais tecnologias. Mas falta ainda conhecimento e divulgação sobre as dezenas de possibilidades de prevenção, monitoramento e remediação para as águas superficiais e subterrâneas. Finalmente, diante do cenário já estabelecido  resta a nós – cidadãos, empresas e governos – trabalharmos para melhorar a qualidade da água já contaminada e prevenir para que não se contaminem principalmente os aquíferos, grandes reservas  para o futuro. O que ainda é necessário acontecer para mudar os rumos hídricos futuros?

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Ferramentas Gerenciais - Artigos já Publicados

Sangha Investments
Serviços ecossistêmicos: oportunidades reais para o campo
22/11/2011

Prodap
Gestão familiar no agronegócio
03/11/2011

Sangha Investments
Programa ABC: maior inovação e competitividade no campo
25/10/2011

Prodap
A importância da capacitação da mão de obra como diferencial
13/10/2011

Sangha Investments
Pecuária Sustentável
27/09/2011

Prodap
A gestão e o agronegócio no Brasil
08/09/2011

I9 Campo
Importância do planejamento
23/08/2011

I9 Campo
Controles internos
07/07/2011

Ag Solve
A importância da detecção e alerta de descargas atmosféricas
03/02/2011

I9Campo
Equilíbrio solo-planta: uma visão da I9Campo
24/01/2011

AG Solve
Você sabe o que é hidrologia florestal?
29/12/2010

I9Campo
Inovações tecnológicas e eficiência do processo produtivo
02/12/2010

Ag Solve
Usinas e agroindústrias precisam de monitoramento meteorológico constante
30/11/2010

Ag Solve
Raios: uso de tecnologia evita mortes e prejuízos
22/10/2010

AG Solve
Como irrigar corretamente a plantação?
27/08/2010

AG Solve
Estação meteorológica reduz risco da prática da queimada na agricultura
17/08/2010

AG Solve
Tecnologia diminui desperdício de água na produção
09/06/2010

AG Solve
Cultura monitorada proporciona maior garantia de lucro
13/05/2010

AG Solve
A agricultura inteligente
22/03/2010

AG Solve
A importância do monitoramento da umidade do solo na agricultura
02/02/2010

AG Solve
Como evitar que as mudanças climáticas reduzam o lucro dos agricultores?
18/12/2009

AG Solve
A importância da meteorologia para produção de Bioenergia
23/10/2009

Conteúdos Relacionados à: Água
Palavras-chave

 
22/11/2017
Curso de Metodologias para Determinação da atividade microbiana do Solo
Londrina - PR
14/03/2018
V Simpósio de Produção Animal e Recursos Hídricos - V SPARH
São Carlos - SP

21/11/2017
Curso de processamento de mandioca
Cruz das Almas - BA

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada