dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     05/08/2020            
 
 
    
Sustentabilidade  
Frigoríficos lado a lado com a sustentabilidade
Selos de certificação garantem uso responsável dos recursos naturais e respeito ao meio ambiente
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Kamila Pitombeira
03/07/2012

Quando o assunto é a cadeia de produção da carne bovina, as exigências do mercado têm crescido cada vez mais. Entre elas, estão as certificações, que garantem uma produção mais sustentável, respeitando o meio ambiente e o uso de recursos naturais com responsabilidade. Uma das empresas que já possui um selo de certificação é o Grupo Minerva. Segundo Carlos Barbieri, gerente corporativo de sustentabilidade do grupo Minerva e membro do Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS), a política de sustentabilidade do Minerva é baseada no "Triple bottom line", ou seja, o tripé da sustentabilidade.

— Ela tem como compromisso os fatores econômicos, sociais e ambientais para que possamos satisfazer as necessidades do presente sem comprometer as gerações futuras, garantindo a satisfação dos investidores, clientes e fornecedores com ações ambientalmente adequadas, socialmente justas, economicamente viáveis e culturalmente aceitas — afirma o gerente.

Já quando o assunto é o selo “Minerva por um mundo melhor”, Barbieri diz ser uma certificação sócio-ambiental que está em fase de implantação e desenvolvimento. De acordo com ele, resumidamente, trata da garantia de que as indústrias do grupo estão executando seus procedimentos com respeito ao meio ambiente, otimizando os recursos naturais e comprometendo-se com as questões sociais e econômicas.

— O selo está em fase de desenvolvimento, porém já temos ações em andamento, como a capacitação de colaboradores quanto aos procedimentos industriais, ações voltadas à sociedade onde existem unidades industriais e projetos para a melhoria constante dos indicadores de efluentes líquidos e resíduos sólidos. Essas iniciativas têm como objetivo a sustentabilidade e a garantia de perpetuação das atividades, atendendo às garantias de origem e continuidade exigidas pelo mercado — explica ele.

Com relação às exigências de comercialização, o gerente conta que para a exportação, inicialmente, a unidade produtiva deve possuir um registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), além de possuir um número do Serviço de Inspeção Federal, possuir um fiscal federal agropecuário na unidade, estar na lista de estabelecimentos habilitados para exportar para qualquer país e possuir os programas de autocontrole vigentes, de acordo com o país importador.

— Os países importadores são classificados pelo MAPA em listas, podendo estar na lista geral, com menores exigências, ou listas específicas, mais exigentes. A união Européia é um exemplo da lista específica. Para exportar para os países integrantes da comunidade européia, o frigorífico deve, além de estar habilitado para o mercado, utilizar apenas animais rastreados de fazendas aprovadas pelo Sisbov — afirma.

Barbieri conta que já o mercado interno, ao contrário do que pode acontecer no mercado externo, não exige maturação sanitária, que é manutenção da carcaça por 24 horas em temperatura superior a 2,1ºC. Segundo ele, também existem três tipos de inspeção para o mercado interno: o SIC, que é a inspeção estadual onde a carne só pode ser comercializada dentro do estado, o SIM, que é a inspeção municipal, e o SIF, que é a inspeção federal.

Para mais informações, basta entrar em contato com o Grupo Minerva através do número (17) 3321-3355.  

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Certificação
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada