dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     23/07/2019            
 
 
    
Pesquisa        
Instalações do Instituto Xingó viram estação de tecnologia em AL
Local vai abrigar centro de tecnologia para ovinocaprinocultura, avicultura e produção de forragens
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Seagri-AL
04/08/2012

O Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário e a Companhia Hidroelétrica do São Francisco (Chesf) assinaram, nesta quinta-feira, um termo de cessão de uso das instalações do Instituto Xingó.

O local, no município de Piranhas, será gerido pela Seagri e transformado em uma estação de desenvolvimento e difusão de tecnologias rurais para o Sertão alagoano, com foco em ovinocaprinocultura, avicultura e uma biofábrica para produção de forragens baseada em palma e sorgo.

A Seagri vai fazer a gestão do módulo de ovinocaprinocultura do Instituto Xingó. As outras unidades do instituto, nos demais estados, continuam sob coordenação da Chesf.
A assinatura ocorreu durante a reunião para instalação da Câmara Setorial da Ovinocaprinocultura, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Alagoas (Faeal), no Jaraguá. O encontro teve a participação de gestores públicos, representantes de cooperativas, associações, universidades e instituições financeiras.

“Já temos R$ 1,5 milhão garantido pelo BNDES para investimento no local e instalação da biofábrica, que será composta por laboratório e estufa, para produção e multiplicação de sementes e mudas”, frisou o secretário de Agricultura, José Marinho Júnior. Ele também destacou o interesse do governador Teotonio Vilela na estação de desenvolvimento e difusão de tecnologia. “Tivemos apoio total do governador. Ele entende que o desenvolvimento do Estado só se completa com a participação do agricultor familiar”.

“A unidade vai beneficiar agricultores familiares de todas as regiões, mas principalmente da Bacia Leiteira e do Sertão. Também vai realizar pesquisa agropecuária e produzir sementes de palma forrageira, sorgo e leucena, que serão repassadas aos agricultores para composição dos bancos de forragens, além de mudas de árvores e frutas”, detalhou o secretário.

O administrador da Chesf, Augusto César, disse que a estatal confia no governo do Estado e elogiou a celeridade da Seagri quando demonstrou interesse em administrar as instalações do instituto. “A Chesf será parceira nessa gestão, garantindo condições para o bom funcionamento e para que tenhamos os resultados”, afirmou Augusto César.

De acordo com o superintendente de Fortalecimento da Agricultura Familiar da Seagri, Luciano Barros, a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid) também é parceira do empreendimento e já garantiu recursos.

“Mais de R$ 400 mil já estão garantidos pela agência, que é parceira do governo do Estado em outras ações, como no diagnóstico das cadeias produtivas do leite, de ovinos e caprinos, aquicultura e pesca e fortalecimento da assistência técnica e extensão rural”, detalhou Luciano Barros.

Segundo ele, o local terá, além da biofábrica, alojamento, auditório e laboratórios equipados para capacitação de técnicos, agricultores e profissionais da área.

A estação de desenvolvimento e difusão de tecnologias rurais para o Sertão alagoano também vai receber apoio da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Sebrae-AL, Emater-AL, Embrapa, Secretaria de Estado da Ciência, da Tecnologia e Inovação (Secti), Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Instituto Ambiental Brasil Sustentável (Iabs) e Prefeitura de Piranhas.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Pecuária
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada