dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     03/07/2020            
 
 
    
 
A valorização de formas participativas para a promoção do desenvolvimento local é a proposta da agroecologia como um caminho que assegura atender as reais necessidades das comunidades rurais ou urbanas. O primeiro passo para criar um movimento agroecológico solidário e criativo é checar e alinhar, entre líderes e membros da comunidade, conceitos e significados práticos para que posteriormente se possa definir ações operacionais de um redesenho que agregue instrumentos para possibilitar a ampliação de oportunidades para valorização da cultura local, geração de renda, empregos, acesso a serviços sociais e ao equilíbrio ecológico territorial.
 
A agroecologia solidária e criativa é uma tentativa de estabelecer uma construção de convergências e identidades entre pólos de articulação social e política. Deve ser entendida como resultante de um sinergismo voltado para uma ampla rede de interesses, solidariedade e criatividade. Num campo dinâmico de relações pode ser considerado um grande entendimento de: "redes de redes", "espaços de articulação e diálogos", "articulações de movimentos sociais e organizações". Esse grande entendimento, pode ser o caminho de mobilização de um amplo grupo de entidades diversificadas e autônomas, cuja solidariedade e criatividade resultando em um permanente trabalho de construção e reconstrução.
 
Adoção da agroecologia solidária e criativa propicia múltiplas incorporações na sociedade local, aponta caminhos para aberturas de alternativas e escolhas baseadas na cultura local. O desenvolvimento ocorre a partir da experiência comunitária e das pessoas em conviver com a natureza e interagir com demandas para conhecimento e integração de saberes na construção de ambientes.
 
A agroecologia solidária e criativa não se restringe a empreendimentos econômicos propriamente ditos, mas cria uma confluência entre entidades sociais, públicas, estudantis, cooperativas, religiosas entre outros. O mapeamento de iniciativas e oportunidades se constitui uma ferramenta de abrangência e capilaridade. Os elementos nucleadores transversais da agroecologia solidária e criativa podem ser:
 
- Identificação ecossistêmica
- Valorização do trabalho local
- Valorização do saber local
- Valorização da criatividade
- Ações associativistas baseadas na solidariedade, democracia e cooperação
- Gestão realizada pelos próprios trabalhadores / agricultores (autogestão)
- Construção de redes de colaboração solidária.

 

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Agroecologia
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada