dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     07/07/2020            
 
 
    
Genética Vegetal      
Trigo da Embrapa é opção de inverno para produtores do Paraná
BRS Graúna, BRS Sabiá, BRS Gralha Azul e BRS Sanhaço chamaram a atenção dos produtores de sementes
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Lebna Landgraf, Embrapa Soja
02/05/2017

As altas produtividades das cultivares de trigo da Embrapa - BRS Graúna, BRS Sabiá, BRS Gralha Azul e BRS Sanhaço - na safra 2016, chamaram a atenção dos produtores de sementes do Paraná, maior produtor brasileiro de trigo. Na região de Ventania (PR), por exemplo, o produtor de sementes Henrique Menarin, comemorou os resultados positivos obtidos com a colheita de trigo, da safra 2016.

Com rendimento excelente, a BRS Graúna, cultivar de trigo precoce de Embrapa, produziu 5 mil kg/ha (202 sacos/alqueire) em um campo de sementes de 90 hectares, conduzido pelo agricultor. “A BRS Graúna se destacou quando comparada com as que são do mesmo ciclo”, explica Menarin.

A BRS Graúna
Apresenta boa qualidade de panificação, com ciclo tardio até o espigamento e precoce para maturação fisiológica, o que minimiza o uso de agroquímicos. “Além da precocidade, ela tem outra característica importante, o espigamento tardio e o enchimento de grãos mais rápido, o que consideramos bom para fazer escalonamento de plantio”, disse.

Quanto à sanidade, apresenta uma boa tolerânica à brusone, à germinação pré-colheita e ao crestamento. Possui moderada resistência ao Vírus do mosaico comum do trigo e ao Vírus do nanismo amarelo da cevada. “Apesar de ser sensível à mancha foliar, é bastante responsiva quanto ao uso de fungicidas”, diz Menarin. Esse trigo é indicado para Santa Catarina (Região 2); Paraná (Regiões 1, 2 e 3); São Paulo (Região 2) e Mato Grosso do Sul (Região 3).

BRS Sabiá
Também foi surpreendente o resultado da cultivar BRS Sabiá, na região de Cascavel (PR). Em 75 hectares de uma área de produção de sementes do Centro Universitário Fundação Assis Gurgacz (FAG), a cultivar produziu 4.460kg/ha (180 sacos/alqueire), enquanto a media da região foi de 3.700 kg/ha (150 sacos/alqueire). O agrônomo José Rafael Azambuja, um dos responsáveis pela condução da área, diz que além do potencial produtivo a cultivar tem características como precocidade e tolerância às principais doenças. Apresenta boa resistência ao oídio e moderada resistência às manchas foliares, ao vírus do mosaico comum do trigo e ao vírus do nanismo amarelo da cevada “A precocidade é um dos atributos requeridos pelos produtores porque adianta a entrada da cultura subsequente como a soja, por exemplo”, explica.

De acordo com o pesquisador Manoel Bassoi, da Embrapa, a cultivar BRS Sabiá é um trigo da classe pão, ideal para a fabricação do tradicional “pão francês”. “Além de precoce e produtivo, tem ampla adaptação e pode ser semeado em qualquer época recomendada para a cultura”, diz Bassoi. “A BRS Sabiá apresenta estabilidade para qualidade tecnológica e para rendimento de grãos”. Essa cultivar é indicada para Santa Catarina (regiões 1 e 2), Paraná (regiões 1, 2 e 3), São Paulo (região 2) e Mato Grosso do Sul (região 3).

Assista aqui ao vídeo sobre o Trigo BRS Sabiá

BRS Sanhaço
Na região de Ponta Grossa, as cultivares de trigo da Embrapa estão se mostrando bastante promissoras. A BRS Sanhaço, por exemplo, que estará no mercado na próxima safra, alcançou média de produtividade de 5.800 kg/ha (234 sacos/ha), em área de 36 hectares de produção de semente básica. O produtor de sementes Wagner Antonio Bonfiglio, que produz sementes para a Embrapa, diz a que a cultivar superou as expectativas. “Esperávamos sim boa produtividade, mas não que essa cultivar atingisse os níveis de rendimento que observamos”, destaca. “Também destacamos a boa sanidade e o excelente desenvolvimento das plantas, assim como, o porte ereto, porque não sofreu acamamento”.

A fazenda Estrela Sementes, que fica em Guarapuava, no Paraná, produziu trigo em aproximadamente 600 hectares, em 2016. De forma geral, as cultivares com genética da Embrapa se destacaram, a BRS Graúna, a BRS Sabiá e a BRS Gralha Azul produziram mais de 5mil kg/ha.
 
Assista aqui ao vídeo sobre o Trigo BRS Gralha Azul

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Ainda não existem comentários para esta matéria.
Para comentar
esta matéria
clique aqui
sem comentários

Conteúdos Relacionados à: Melhoramento genético
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada