dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     12/11/2019            
 
 
    

A produção de híbridos na piscicultura, embora em voga atualmente entre piscicultores de norte a sul do Brasil, teve os primeiros registros em 1828 na Inglaterra. Naquela época os cruzamentos de salmão do Atlântico Salmo salar com truta marrom Salmo trutta e carpa comum Cyprinus carpio com kinguio Carassius auratus  eram realizados, de forma experimental, por Charles Darwin e Andrew Knight para comprovar que espécies evolutivamente próximas podiam se reproduzir e gerar descendentes tal como acontece entre cavalos e asnos. Mais tarde este conceito foi aplicado a mamíferos e aves de importância comercial visando à produção de indivíduos com melhor desempenho zootécnico.

Normalmente realizam-se três tipos de hibridização: a hibridização intraespecífica, isto é, entre indivíduos da mesma espécie, mas de variedades diferentes, comum na piscicultura ornamental para a obtenção de variedades com novas cores, formatos de cauda como no caso de kinguios, platys e ciclídeos; a hibridização interespecífica, entre espécies diferentes, mas do mesmo gênero, como é o caso do cruzamento entre o surubim cachara Pseudoplatystoma fasciatum e o surubim pintado P.corruscans; e a hibridização intergenérica, entre espécies de gêneros diferentes, como entre surubins do gênero Pseudoplatystoma e o jundiá amazônico Leiarius marmoratus e entre os peixes redondos como o tambaqui Colossoma macropomum e o pacu Piaractus mesopotamicus.

As justificativas para se produzir um híbrido na piscicultura, são as seguintes: diminuir o tempo de engorda (ganho de peso mais rápido), obter populações monossexo sem a utilização de hormônios, obterem indivíduos mais dóceis e aptos ao manuseio comum na piscicultura, aumentar a resistência à patógenos e a certas condições ambientais, como salinidade, temperaturas altas ou baixas, baixos teores de oxigênio dissolvido, etc...

Estas características são alcançadas graças à heterose ou vigor híbrido, ou seja, quando os descendentes provenientes destes cruzamentos apresentam desempenho maior que a média dos progenitores. Desta forma quanto maior for a divergência genética entre os progenitores, a heterose será mais expressiva.

Tecnologias como a indução hormonal e reprodução artificial, tornam a produção de peixes híbridos uma prática relativamente simples, embora entre algumas espécies possa ocorrer alta mortalidade embrionária e larval e/ou deformidade das larvas, observadas entre alguns salmonídeos e entre ciprinídeos, razão pela qual se recorre a técnicas como a triploidia para aumentar a viabilidade na produção de híbridos. Ainda que pareça uma prática totalmente artificial, a hibridização pode ocorrer espontaneamente na natureza, como ocorre entre alguns salmonídeos, ciclídeos e peixes marinhos.
A produção de tilápias 100% machos pode ser alcançada sem a utilização de hormônios com o cruzamento entre a fêmea da tilápia do Nilo Oreochromis niloticus e o macho da tilápia de Zanzibar O. hornorum. Os machos de tilápias, híbridos ou não, crescem mais e a uma velocidade maior que as fêmeas, pois seu metabolismo é voltado mais ao crescimento e não a maturação e crescimento das gônadas. A utilização de hormônios, embora não apresente resíduos no filé do peixe na idade do abate, afeta o meio ambiente e não garante 100% de reversão sexual do lote. A hibridização, limitada à disponibilidade de exemplares puros das duas espécies, mostra-se como uma alternativa à utilização de hormônios, inclusive para obtenção de certificação de produtos “verdes”.

Os híbridos atualmente produzidos a partir de espécies nativas portam consigo algumas questões não respondidas tanto por produtores, quanto por pesquisadores. Será que realmente são mais produtivos que seus progenitores, ou o manejo utilizado atualmente que não é adequado para as especificidades de certas espécies, não permitindo assim a expressão de seu potencial zootécnico? Estes híbridos, se férteis ou não, ao escaparem para a natureza podem interferir na reprodução e na preservação do banco genético da população selvagem?

Estas questões, o quanto antes elucidadas, permitirão a utilização e o desenvolvimento de tecnologias mais adequadas, proporcionando maior sustentabilidade sócio-econômica e ambiental à piscicultura nacional.

* Coautor: Luiz Gustavo Giannecchini

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
Adriano Prysthon
23/07/2010 18:07:37
Olß.
Existem publicaþ§es que falem de hibridaþÒo intergenÚrica com peixes? Vc poderia me enviar?
adrianoprysthon@yahoo.com.br
Obrigado

João Batista K. Fernandes
29/07/2010 10:41:39
Adriano:
Voce poderß encontrar muita informaþÒo sobre este tema nos artigos do Prof. Fausto Foresti, do Instituto de BiociÛncias da UNESP de Botucatu-SP.
Um abraþo,

JoÒo Batista

Julio Canales
02/04/2019 10:32:06
Buen dia:
Mucho le agradeceré nos envie un correo y celular para contactarlo para un proyecto en el Perú.
Atentamente,
Julio Canales, Ph.D.

Para comentar
esta matéria
clique aqui
3 comentários
Integração reduz impactos ambientais
Além de emitir menos gás carbônico, lavouras, pastos e florestas integrados minimizam problemas com erosão e degradação do solo
Inseticida combate broca-da-erva-mate sem agredir ambiente
Bovemax, que deve chegar ao mercado este ano, utiliza apenas um óleo vegetal e um fungo que causa doença ao inseto da cultura
Pimenta bode: cheiro forte, frutos uniformes e ideal para conserva
Embrapa Hortaliças vai lançar pimenta em junho, mas sementes só chegam ao mercado para os produtores no ano que vem
Ração de galinhas poedeiras proporciona maior lucratividade na venda de ovos
Diminuição do nível de fósforo reduz custos da mistura
Dica: bê-a-bá da balança rodoviária
O emprego destes equipamentos reduz os custos operacionais e proporcionam agilidade. Para garantir pesagens seguras, no entanto, é importante estar munido de algumas informações.
O uso de maturadores na cultura do café
Alternativa de produto tem o objetivo de, com sua aplicação foliar, promover maior uniformidade da maturação e também a antecipação da colheita de 15 a 20 dias.
Produção de Híbridos na Piscicultura
Tecnologias como a indução hormonal e reprodução artificial, tornam a produção de peixes híbridos uma prática relativamente simples
A pecuária e os gases de efeito estufa
A qualidade da dieta do animal tem forte influência sobre a emissão de metano e é essa uma das principais linhas de pesquisa visando mitigar a emissão de GEE
A maior oferta de carne bovina no mundo depende de nós
Os números recentes da pecuária comprovam que a atividade responde rapidamente aos investimentos
O descaso das autoridades ocasionou prejuízos aos produtores de feijão
O que os produtores desejam são regras claras. Se não há recursos para cumprir as promessas, não as façam. Não induzam a pesados prejuízos os sofridos produtores brasileiros
Nova cultivar de feijão rende de quatro a cinco mil quilos por hectare
Indicada para produtores de PR e SP, a IPR Tuiuiú deve chegar ao mercado em 2011
Embrapa investe em tecnologias sustentáveis para combater doenças na lavoura
A expectativa é que dentro de dois anos novos produtos não tóxicos estejam disponíveis
Fitorreguladores equilibram desenvolvimento vegetativo e reprodutivo da planta
Substância reguladora impede que algodoeiro cresça demais, reduzindo os custos de produção em 4%
Inseticidas usam bactérias para combater insetos nas plantações
Produto não agride o meio ambiente, é 100% eficaz e pode ser usado em diversos tipos de cultura

Conteúdos Relacionados à: Aquicultura
Palavras-chave

 
11/03/2019
Expodireto Cotrijal 2019
Não-Me-Toque - RS
08/04/2019
Tecnoshow Comigo 2019
Rio Verde - GO
09/04/2019
Simpósio Nacional da Agricultura Digital
Piracicaba - SP
29/04/2019
Agrishow 2019
Ribeirão Preto - SP
14/05/2019
AgroBrasília - Feira Internacional dos Cerrados
Brasília - DF
15/05/2019
Expocafé 2019
Três Pontas - MG
16/07/2019
Minas Láctea 2019
Juiz de Fora


 
 
Palavra-chave
Busca Avançada