dia de campo

a
Esqueceu a senha?
Quero me cadastrar
     28/05/2016            
 
 
    
Controle Biológico  
Bacillus subtilis: agente de controle biológico e promotor de crescimento em plantas
É um organismo muito versátil e efetivo
Comente esta notícia Envie a um amigo Aponte Erros Imprimir  
Rodrigo Daniel Ribeiro, Fernando Bonafé Sei e Maria Silvia Pereira Leite
18/04/2011

Dentre os micro-organismos antagonistas mais estudados, encontra-se a bactéria Bacillus subtilis, a qual se destaca no controle de doenças do fitoplano e em pós colheita. Bacillus subtilis é um organismo muito versátil e efetivo na prevenção e controle de doenças causadas por várias espécies de patógenos em diversas culturas.

Este microorganismo é conhecido também como rizobactéria promotora do crescimento de plantas (RPCPs). Habita o solo e com freqüência é isolada da rizosfera de diversas plantas cultivadas. Além do gênero Bacillus, as RPCPs mais estudadas são: Pseudomonas, Azospirillum e Rhizobium.

Algumas destas RPCPs podem suprimir as doenças por vários modos de ação, tais como: antagonismo relacionado à produção de antibióticos antifúngicos em B. subtilis; competição por substrato como mecanismo responsável pelo biocontrole de Pythium por Pseudomonas; indução de resistência que foi observada em pepino e tomate contra o vírus do mosaico do pepino proporcionado por Pseudomonas.
 

No caso de B. subtilis, a bactéria atua de forma preventiva, interferindo na aderência do patógeno nas folhas e no seu desenvolvimento posterior, bem como inibindo a germinação dos conídios e destruindo o crescimento dos patógenos, perfurando as membranas do tubo germinativo e micélio. Além disso, seus metabólicos ativam o sistema de defesa da planta.

Alguns estudos evidenciaram o uso de estirpes selecionadas de B. subtilis como biocontrolador de nematóides formadores de galhas, podendo ser utilizadas no manejo de culturas econômicas, visando reduzir os efeitos deletérios do parasita. As endotoxinas produzidas por B. subtilis no solo interferem no ciclo reprodutivo dos nematóides, principalmente na oviposição e eclosão de juvenis.
Além do efeito biocontrolador, B. subtilis também é considerado um excelente promotor de crescimento em plantas, conferindo grandes vantagens na utilização deste organismo na agricultura.

A promoção de crescimento ocasionada por B. subtilis e conseqüência do aumento da fixação de nitrogênio, solubilização de nutrientes, síntese de fitormonios e melhoria das condições do solo. Alem dos benefícios indiretos pela supressão deste ambiente contra microrganismos maléficos. Adicionalmente, a associação benéfica proporciona o aumento fisiológico de metabolitos que desencadeiam a sensibilidade do sistema radicular as condições externas, proporcionando a facilitação da percepção e absorção de nutrientes.

A promoção de crescimento, proporcionada por B. subitilis, pode levar à semente a rápida germinação, emergência de plântulas e crescimento das plantas. Fazendo com que a planta atinja o estádio adulto mais rapidamente, permanecendo menos tempo no campo, o que favorece o escape contra patógenos presentes no solo e no ambiente externo.

A principal vantagem do uso de B. subtilis são: Inexistência de tempo de carência, podendo aplicar até a colheita, baixa toxidez, o que permite entrar na área tratada quatro horas após a aplicação, e compatibilidade em misturas de tanque com produtos registrados, tais como cobre, enxofre e micronutrientes, inseticidas e fungicidas.

Produtos comerciais

Há produtos no mercado internacional com registro de utilização em plantios de uva, maça, pêra, amendoim, curcubitáceas, hortaliças folhosas, crucíferas, pimentão, cebola, tomate, cenoura, entre outras.

No Brasil existem alguns produtos à base de B. subitilis sendo comercializado para fins de controle de doenças de plantas, ou como condicionadores de solo, entretanto sem registro no MAPA.

Aviso Legal
Para fins comerciais e/ou profissionais, em sendo citados os devidos créditos de autoria do material e do Jornal Dia de Campo como fonte original, com remissão para o site do veículo: www.diadecampo.com.br, não há objeção à reprodução total ou parcial de nossos conteúdos em qualquer tipo de mídia. A não observância integral desses critérios, todavia, implica na violação de direitos autorais, conforme Lei Nº 9610, de 19 de fevereiro de 1998, incorrendo em danos morais aos autores.
josé roberto da rocha bergamo
22/04/2011 - 17:05
A grande necessidade de produtos voltados ao controle biol¾gico e mesmo aditivos biol¾gicos de regeneraþÒo da microbiota de solo sÒo de extrema importÔncia para uma recuperaþÒo dos solos que tem sido alvo de produþÒo atravÚs de adubos quÝmicos e esquecida a matÚria orgÔnica tÒo importante para uma sustentabilidade da produþÒo atravÚs dos anos e a dificuldade de produtos com registro no MAPA tem sido entraves atÚ mesmo na agricultura orgÔnica que Ú muito importante nos dias de hoje.

Nivaldo Alves Pereira Filho
16/05/2011 - 11:06
Eu Acredito, porque eu Uso.

Rogerio Silva
18/05/2011 - 15:10
Ëtimo artigo, e concordo com Jose bergamo sobre a dificuldade de se conseguir produtos registrados no MAPA. E entendo que isto Ú mais um problema de burocracia enfrentado no Brasil, isto reflete o quanto estamos atrasados no uso destes agentes.

Paulo Antonio
18/05/2011 - 15:12
Eu tb acredito, uso estes microorganismos e outros mais como Trichoderma, beauveria e metarhizium nas minhas culturas.

Marcelo Leite
26/03/2013 - 16:43
Mto bom o artigo,
é sempre importante o uso desse fungo nas lavouras..

wellington
03/10/2015 - 15:07
gostaria imensamente de comprar esse produto mais não encontro, alguem pode me ajudar

jose carlos
01/03/2016 - 10:57
EU VENDO TURFA LIQUIDA E TODO TIPO DE PRODUTO
LINCK DA REPORTAGEM DO GLOBO RURAL SOBRE A TURFA CPOIE O LINK E COLE

http://globotv.globo.com/rede-globo/globo-rural/v/pesquisadores-da-unesp-desenvolvem-fertilizante-inteligente-em-sorocaba-sp/2089961/
ÁCIDOS HÚMICOS:
 MAIOR PESO MOLECULAR (200.000 A 300.000);
 COR NEGRA OU PARDA;
 SOLÚVEIS EM SOLUÇÕES NÃO ÁCIDAS;
 GRANDE CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA (6 VEZES SEU PESO);
 GRANDE AÇÃO COLOIDAL SOBRE AS ARGILAS DO SOLO;
 MÁXIMA CAPACIDADE DE TROCA CATIÔNICA;
 ESTRUTURA MUITO ESTÁVEL;
 GRANDE DIFICULDADE DE CONCENTRAÇÃO EM LÍQUIDOS.
ÁCIDOS FÚLVICOS:
 MENOR PESO MOLECULAR (2.000 A 3.000);
 COR AMARELA CLARO;
 SOLÚVEIS EM SOLUÇÕES ÁCIDAS E ALCALINAS;
 MENOR CAPACIDADE DE TROCA CATIÔNICA;
 ESTRUTURA MENOS ESTÁVEL;
 GRANDE CAPACIDADE DE CONCENTRAÇÃO EM LÍQUIDOS;
 GRANDES EFEITOS SOBRE A PLANTA;
 PODEM PRODUZIR CO2 POR OXIDAÇÃO;
 ESTIMULAM A MICROFLORA E MACROFAUNA DO SOLO;
 QUELANTES DE METAIS.
VISTAM ESTAS CARACTERÍSTICAS E DIFERENÇAS ENTRE OS ÁCIDOS HÚMICOS E OS ÁCIDOS FÚLVICOS, PODEMOS DIZER QUE OS ÁCIDOS HÚMICOS AGEM PRINCIPALMENTE SOBRE AS AÇÕES FÍSICAS E QUÍMICAS DOS SOLOS, E OS ÁCIDOS FÚLVICOS SOBRE AS AÇÕES BIOLÓGICAS E QUÍMICAS. VAMOS VER QUAIS SÃO ESTAS AÇÕES:

AÇÕES FÍSICAS:
 DESAGREGAM AS ARGILAS EM SOLOS COMPACTADOS;
 DÃO COESÃO AOS SOLOS ARENOSOS;
 AUMENTAM A CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA DO SOLO;
 REDUZEM A EVAPORAÇÃO DE ÁGUA.

AÇÕES QUÍMICAS:
 AUMENTAM A CAPACIDADE DE TROCA CATIÔNICA;
 TRANSPORTAM NUTRIENTES ATÉ A RAIZ DA PLANTA;
 RETEM A FACILITAM A ABSORÇÃO DE NUTRIENTES;
 TÊM EFEITO QUELATANTE SOBRE FE,MN,ZN E CU;
 REDUZEM A SALINIDADE POR EXTRAIR O CÁTION DE NA+;
 OS ÁCIDOS FÚLVICOS SÃO METABOLIZADOS PELAS PLANTAS;
 PRODUZEM CO2 POR OXIDAÇÃO, E COM ISTO FAVORECE A FOTOSSÍNTESE.

AÇÕES BIOLÓGICAS:
 ESTIMULAM A MICROFLORA DO SOLO;
 AJUDAM NO DESENVOLVIMENTO DAS COLÔNIAS MICROBIANAS;
 FAVORECEM A CAPACIDADE GERMINATIVA DAS SEMENTES;
 MELHORAM OS PROCESSOS ENERGÉTICOS DOS VEGETAIS;
 ESTIMULAM O DESENVOLVIMENTO DAS RAÍZES;
 FAVORECEM A SÍNTESE DOS ÁCIDOS NUCLÉICOS;
 MELHORAM A QUALIDADE DA PLANTA E DE SEUS FRUTOS;
 AUMENTAM A PRODUÇÃO.

CONCLUSÃO:
OS ÁCIDOS HÚMICOS E OS ÁCIDOS FÚLVICOS, SÃO COMPOSTOS AINDA NÃO BEM DEFINIDO QUIMICAMENTE, CONSTITUEM A PARTE MAIS QUALIFICADA DA MATÉRIA ORGÂNICA. QUANDO APLICADOS MELHORAM AS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, QUÍMICAS E BIOLÓGICAS E COM ISTO EQUILIBRAM A NUTRIÇÃO. FORMAM HUMATOS E FULVATOS COM OS CÁTIONS DO SOLO, EVITANDO A RETROGRADAÇÃO . ATUAM SOBRE OS COMPOSTOS MINERAIS DESBLOQUEANDO OS ELEMENTOS QUE OS COMPÕEM, FIXAM OS NUTRIENTES EXISTENTES NOS ADUBOS DIMINUINDO AS PERDAS POR LIXIVIAÇÃO, ATIVAM A FLORA MICROBIANA NATIVA OU APLICADA (INOCULANTES) AUMENTANDO A FERTILIDADE, FAVORECEM O
DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA RADICULAR AUMENTANDO A RIZOSFERA EM ATÉ TRÊS VEZES INCLUSIVE NA VERTICAL AUMENTANDO A CAPACIDADE DE EXPLORAÇÃO DO SOLO, AUMENTAM A PERMEABILIDADE CELULAR FACILITANDO A ABSORÇÃO DE NUTRIENTES. OS ÁCIDOS HÚMICOS TÊM UM MAIOR EFEITO DE MELHORIA SOBRE AS PROPRIEDADES E ESTRUTURA DO SOLO, ENQUANTO OS ÁCIDOS FÚLVICOS ATUAM MAIS SOBRE A NUTRIÇÃO DA PLANTA COMO ATIVADORES DE SEU METABOLISMO. EM RESUMO OS ÁCIDOS HÚMICOS TÊM UM EFEITO A MÉDIO E LONGO PRAZO E OS ÁCIDOS FÚLVICOS DE FORMA IMEDIATA.

A PARTIR DA LEONARDITA ASUTRALIANA MAIOR FONTE MUNDIAL DE CONCENTARAÇÃO DE (HÚMICOS E FÚLVICOS) IDENTIFICADA NA ANÁLISE , PODEMOS OBTER OS TEORES DE ÁCIDOS HÚMICOS E FÚLVICOS QUE SÃO OS SEGUINTES:
 ÁCIDOS HÚMICOS - 18,00%
 ÁCIDOS FÚLVICOS - 3,30%
 HUMINAS - 3%
Principais Benefícios:
1. FAVORECE O MELHOR APROVEITAMENTO DOS FERTILIZANTES PELAS PLANTAS
2. 300 VEZES MAIS CONCENTRADO DO QUE A CAMA DE FRANGO (ESTERCO DE GALINHA)
3. PROMOVE MAIOR RETENÇÃO DE NUTRIENTES NO SOLO, DIMINUINDO PERDAS POR LIXIVIAÇÃO
4. REDUZ A FIXAÇÃO DE FÓSFORO (P) NO SOLO, POR MEIO DA COMPLEXAÇÃO COM FERRO (FE) E O ALUMÍNIO (AL)
5. MELHORA A ESTRUTURA QUÍMICA E FÍSICA DO SOLO
6. FAVORECE O MAIOR DESENVOLVIMENTO RADICULAR
7. CONDIÇÕES FAVORÁVEIS PARA MAIOR PRODUTIVIDADE DOS CULTIVOS
8. AUMENTA A RETENÇÃO DE ÁGUA PELO SOLO
9. ESTIMULA O DESENVOLVIMENTO RADICULAR ATRAVÉS DE HORMÔNIOS NATURAIS
10. ACELERAR CRESCIMENTO INICIAL (ARRANQUE)

jose carlos
01/03/2016 - 11:05
EU VENDO TURFA LIQUIDA E TODO TIPO DE PRODUTO
LINCK DA REPORTAGEM DO GLOBO RURAL SOBRE A TURFA CPOIE O LINK E COLE

http://globotv.globo.com/rede-globo/globo-rural/v/pesquisadores-da-unesp-desenvolvem-fertilizante-inteligente-em-sorocaba-sp/2089961/
ÁCIDOS HÚMICOS:
 MAIOR PESO MOLECULAR (200.000 A 300.000);
 COR NEGRA OU PARDA;
 SOLÚVEIS EM SOLUÇÕES NÃO ÁCIDAS;
 GRANDE CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA (6 VEZES SEU PESO);
 GRANDE AÇÃO COLOIDAL SOBRE AS ARGILAS DO SOLO;
 MÁXIMA CAPACIDADE DE TROCA CATIÔNICA;
 ESTRUTURA MUITO ESTÁVEL;
 GRANDE DIFICULDADE DE CONCENTRAÇÃO EM LÍQUIDOS.
ÁCIDOS FÚLVICOS:
 MENOR PESO MOLECULAR (2.000 A 3.000);
 COR AMARELA CLARO;
 SOLÚVEIS EM SOLUÇÕES ÁCIDAS E ALCALINAS;
 MENOR CAPACIDADE DE TROCA CATIÔNICA;
 ESTRUTURA MENOS ESTÁVEL;
 GRANDE CAPACIDADE DE CONCENTRAÇÃO EM LÍQUIDOS;
 GRANDES EFEITOS SOBRE A PLANTA;
 PODEM PRODUZIR CO2 POR OXIDAÇÃO;
 ESTIMULAM A MICROFLORA E MACROFAUNA DO SOLO;
 QUELANTES DE METAIS.
VISTAM ESTAS CARACTERÍSTICAS E DIFERENÇAS ENTRE OS ÁCIDOS HÚMICOS E OS ÁCIDOS FÚLVICOS, PODEMOS DIZER QUE OS ÁCIDOS HÚMICOS AGEM PRINCIPALMENTE SOBRE AS AÇÕES FÍSICAS E QUÍMICAS DOS SOLOS, E OS ÁCIDOS FÚLVICOS SOBRE AS AÇÕES BIOLÓGICAS E QUÍMICAS. VAMOS VER QUAIS SÃO ESTAS AÇÕES:

AÇÕES FÍSICAS:
 DESAGREGAM AS ARGILAS EM SOLOS COMPACTADOS;
 DÃO COESÃO AOS SOLOS ARENOSOS;
 AUMENTAM A CAPACIDADE DE RETENÇÃO DE ÁGUA DO SOLO;
 REDUZEM A EVAPORAÇÃO DE ÁGUA.

AÇÕES QUÍMICAS:
 AUMENTAM A CAPACIDADE DE TROCA CATIÔNICA;
 TRANSPORTAM NUTRIENTES ATÉ A RAIZ DA PLANTA;
 RETEM A FACILITAM A ABSORÇÃO DE NUTRIENTES;
 TÊM EFEITO QUELATANTE SOBRE FE,MN,ZN E CU;
 REDUZEM A SALINIDADE POR EXTRAIR O CÁTION DE NA+;
 OS ÁCIDOS FÚLVICOS SÃO METABOLIZADOS PELAS PLANTAS;
 PRODUZEM CO2 POR OXIDAÇÃO, E COM ISTO FAVORECE A FOTOSSÍNTESE.

AÇÕES BIOLÓGICAS:
 ESTIMULAM A MICROFLORA DO SOLO;
 AJUDAM NO DESENVOLVIMENTO DAS COLÔNIAS MICROBIANAS;
 FAVORECEM A CAPACIDADE GERMINATIVA DAS SEMENTES;
 MELHORAM OS PROCESSOS ENERGÉTICOS DOS VEGETAIS;
 ESTIMULAM O DESENVOLVIMENTO DAS RAÍZES;
 FAVORECEM A SÍNTESE DOS ÁCIDOS NUCLÉICOS;
 MELHORAM A QUALIDADE DA PLANTA E DE SEUS FRUTOS;
 AUMENTAM A PRODUÇÃO.

CONCLUSÃO:
OS ÁCIDOS HÚMICOS E OS ÁCIDOS FÚLVICOS, SÃO COMPOSTOS AINDA NÃO BEM DEFINIDO QUIMICAMENTE, CONSTITUEM A PARTE MAIS QUALIFICADA DA MATÉRIA ORGÂNICA. QUANDO APLICADOS MELHORAM AS CARACTERÍSTICAS FÍSICAS, QUÍMICAS E BIOLÓGICAS E COM ISTO EQUILIBRAM A NUTRIÇÃO. FORMAM HUMATOS E FULVATOS COM OS CÁTIONS DO SOLO, EVITANDO A RETROGRADAÇÃO . ATUAM SOBRE OS COMPOSTOS MINERAIS DESBLOQUEANDO OS ELEMENTOS QUE OS COMPÕEM, FIXAM OS NUTRIENTES EXISTENTES NOS ADUBOS DIMINUINDO AS PERDAS POR LIXIVIAÇÃO, ATIVAM A FLORA MICROBIANA NATIVA OU APLICADA (INOCULANTES) AUMENTANDO A FERTILIDADE, FAVORECEM O
DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA RADICULAR AUMENTANDO A RIZOSFERA EM ATÉ TRÊS VEZES INCLUSIVE NA VERTICAL AUMENTANDO A CAPACIDADE DE EXPLORAÇÃO DO SOLO, AUMENTAM A PERMEABILIDADE CELULAR FACILITANDO A ABSORÇÃO DE NUTRIENTES. OS ÁCIDOS HÚMICOS TÊM UM MAIOR EFEITO DE MELHORIA SOBRE AS PROPRIEDADES E ESTRUTURA DO SOLO, ENQUANTO OS ÁCIDOS FÚLVICOS ATUAM MAIS SOBRE A NUTRIÇÃO DA PLANTA COMO ATIVADORES DE SEU METABOLISMO. EM RESUMO OS ÁCIDOS HÚMICOS TÊM UM EFEITO A MÉDIO E LONGO PRAZO E OS ÁCIDOS FÚLVICOS DE FORMA IMEDIATA.

A PARTIR DA LEONARDITA ASUTRALIANA MAIOR FONTE MUNDIAL DE CONCENTARAÇÃO DE (HÚMICOS E FÚLVICOS) IDENTIFICADA NA ANÁLISE , PODEMOS OBTER OS TEORES DE ÁCIDOS HÚMICOS E FÚLVICOS QUE SÃO OS SEGUINTES:
 ÁCIDOS HÚMICOS - 18,00%
 ÁCIDOS FÚLVICOS - 3,30%
 HUMINAS - 3%
Principais Benefícios:
1. FAVORECE O MELHOR APROVEITAMENTO DOS FERTILIZANTES PELAS PLANTAS
2. 300 VEZES MAIS CONCENTRADO DO QUE A CAMA DE FRANGO (ESTERCO DE GALINHA)
3. PROMOVE MAIOR RETENÇÃO DE NUTRIENTES NO SOLO, DIMINUINDO PERDAS POR LIXIVIAÇÃO
4. REDUZ A FIXAÇÃO DE FÓSFORO (P) NO SOLO, POR MEIO DA COMPLEXAÇÃO COM FERRO (FE) E O ALUMÍNIO (AL)
5. MELHORA A ESTRUTURA QUÍMICA E FÍSICA DO SOLO
6. FAVORECE O MAIOR DESENVOLVIMENTO RADICULAR
7. CONDIÇÕES FAVORÁVEIS PARA MAIOR PRODUTIVIDADE DOS CULTIVOS
8. AUMENTA A RETENÇÃO DE ÁGUA PELO SOLO
9. ESTIMULA O DESENVOLVIMENTO RADICULAR ATRAVÉS DE HORMÔNIOS NATURAIS
10. ACELERAR CRESCIMENTO INICIAL (ARRANQUE)
contato 17 997381127 vivo
17981284393 tim
17997241127 vivo

Para comentar
esta matéria
clique aqui
8 comentários

Controle Biológico - Artigos já Publicados

Controle biológico das cigarrinhas da cana-de-açúcar
24/06/2013

Baculovírus: uma tecnologia em desuso
04/07/2011

Para controlar a praga dos corintianos
16/11/2010

Mofo Branco atinge diversas culturas e exige muita atenção do produtor
07/10/2010

Uso do controle biológico para o mofo-branco em feijoeiro
19/08/2010

Conteúdos Relacionados à: Controle biológico
Palavras-chave

 
20/07/2016
II Simpósio Desafios da Fertilidade do Solo na Região do Cerrado
Cuiabá - MT
05/10/2016
Erva-mate XXI: modernização no cultivo e diversificação do uso da erva-mate
Curitiba - PR

26/08/2016
Pós-Graduação em Cafeicultura - Fundação Procafé e Uniube
Varginha - MG

 
 
Palavra-chave
Busca Avançada